MENU

Brasileiros perdem na semi no boxe e se despedem do Pan com o bronze

Brasileiros perdem na semi no boxe e se despedem do Pan com o bronze

Atualizado: Quarta-feira, 26 Outubro de 2011 as 11:26

Os socos não entraram como deveriam entrar. E, mesmo sem irem à lona, Robenilson de Jesus e Everton Lopes tiveram que aceitar uma queda antecipada. Nesta terça-feira, na Arena Expo Guadalajara, os dois lutadores brasileiros caíram nas semifinais dos pesos galo (até 56kg) e meio-médio ligeiro (até 64kg), respectivamente, e deixaram escapar a luta pelo ouro no boxe nos Jogos Pan-Americanos.

Everton Lopes, de vermelho, não conseguiu superar o rival cubano (Foto: Jefferson Bernardes / VIPCOMM) O Brasil disputa outras quatro semifinais nesta quarta-feira. Robson Conceição, do peso leve (até 60kg), Myke Carvalho, do meio-médio (até 69kg), Yamaguchi Falcão, do meio-pesado(até 81kg), e Roseli Feitosa, do peso médio (até 75kg), buscam uma vaga na final nesta quarta.

O primeiro a ir para o ringue foi Robenilson de Jesus. Empurrado pelos gritos que vinham da arquibancada, o mexicano Oscar Valdez partiu para cima desde o início da luta. O brasileiro, do outro lado, não mostrava reação. O árbitro chegou a abrir contagem para Robenilson depois de uma boa sequência do mexicano, que venceu o primeiro round por 7x2.

O baiano até tentou equilibrar a luta no segundo assalto, mas, sem muito sucesso, viu o atleta do México continuar melhor e ampliar a vantagem para 14x6. No último round, Robenilson parecia entregue e, sem reação, acabou derrotado por 23x10. Mesmo fora da final, o brasileiro se disse satisfeito com o resultado.

- Foi um adversário muito duro, mas a torcida também não fez a diferença. Eu perdi, mas estou tranquilo, com a cabeça erguida para o futuro. A luta foi justa e eu estou satisfeito com o bronze – disse o baiano, que vai buscar a classificação para Londres no Pré-Olímpico do ano que vem.

Campeão mundial, Everton Lopes também não teve vida fácil contra o cubano Roniel Iglesias. Com torcida particular nas arquibancadas, o caribenho, que também conquistou o mundo em 2009, foi para cima do brasileiro desde o início. O brasileiro respondeu, mas Iglesias levou a melhor em confronto equilibrado.

- Infelizmente, eu perdi. Mas tenho que levantar a cabeça. Não perdi para qualquer um, perdi para um ex-campeão mundial. Tanto é que trouxe a sua torcida para cá. Foi uma luta equilibrada. Ele usou a estratégia de sair atirando tiros na guarda e o pessoal marcou. Faz parte.

veja também