MENU

Brasileiros vencem e avançam às quartas de final do Challenger de Curitiba

Brasileiros vencem e avançam às quartas de final do Challenger de Curitiba

Atualizado: Quinta-feira, 22 Abril de 2010 as 12

Os paulistas Ricardo Mello, Thiago Alves e Caio Zampieri venceram seus jogos e avançaram às quartas de final do Challenger de Curitiba, que está sendo disputado no Graciosa Country Club. Nesta quinta-feira, a partir das 12h, serão definidas as outras quatro vagas e o gaúcho Marcos Daniel, cabeça de chave número 4, tentará assegurar a sua contra o peruano Ivan Miranda.

Nesta quarta-feira, o experiente Ricardo Mello não teve dificuldades para derrotar o conterrâneo Ricardo Hocevar, por 6/2 6/3, e na próxima rodada enfrentará Caio Zampieri, que eliminou o paraguaio Ramón Delgado, por 7/6(5) 6/3. Sem dar a menor chance de reação ao amigo e companheiro de treinos, Mello começou bem e, com golpes precisos, dominou os pontos e neutralizou o ataque do adversário. No segundo set, ele só precisou manter o ritmo para passar por Hocevar.

- Foi um jogo em que tive que manter a atenção o tempo todo, porque o Hocevar é um jogador perigoso, que devolve muito bem o saque e, quando pode, ataca. Acho que o foco desde o início foi fundamental nessa vitória. Estou jogando muito bem nesta temporada, tentando voltar a figurar entre os 100 primeiros. Quero fazer a maior quantidade de jogos aqui em Curitiba. Vou ter mais um jogo duro. Felizmente, terei mais um dia para treinar e enfrentar o Caio (Zampieri) da melhor forma possível - disse Mello, número 103 do mundo.  

A rodada terminou com a vitória de Thiago Alves sobre o argentino Carlos Berlocq, por 7/5 6/4. Seu próximo adversário será o uruguaio Marcel Felder, que bateu o austríaco Andreas Haider-Mauer, de virada, por 6/7(5) 6/2 6/1. 

- Estou muito feliz com essa vitória, pois o Berlocq é um adversário forte. Quero continuar jogando dessa forma e, se eu conseguir, tenho grandes chances de chegar à final. Foi muito bom ter jogado com a arquibancada cheia e essa garotada incentivando. Isso só faz o tênis brasileiro crescer - afirmou Thiago.

veja também