MENU

Bruno Rodrigo reaparece no Peixe e revela drama que viveu neste ano

Bruno Rodrigo reaparece no Peixe e revela drama que viveu neste ano

Atualizado: Sexta-feira, 3 Dezembro de 2010 as 3:10

Após dez meses angustiantes, o zagueiro Bruno Rodrigo está novamente relacionado para um jogo do Santos. Ele será titular contra o Flamengo, neste domingo, às 17h (horário de Brasília), na Vila Belmiro, pela última rodada do Brasileirão. É seu primeiro jogo desde o dia 30 de janeiro, contra o Oeste de Itápolis, pelo Paulistão.

Depois de 20 dias dessa última partida, o jogador começou a se queixar de dores nas costas. Primeiro pequenas pontadas. Depois, a dor se tornou tão forte que ele mal conseguia correr. Bruno foi submetido a exames que detectaram uma hérnia de disco na região lombar. O zagueiro foi operado, voltou a treinar e, numa atividade no gramado do CT Rei Pelé, deu um mau jeito no pescoço, o que acabou acarretando uma nova hérnia, dessa vez na parte cervical.

- Foram dez meses de muito sofrimento, com duas lesões bem complicadas. Por isso, sinto agora uma alegria inenarrável. Não tenho mais dor e posso voltar exercer a minha profissão novamente. Posso dizer que estou começando do zero. A partir desse jogo contra o Flamengo, começa a minha história.

Bruno fala em recomeço não apenas por causa da profissão em si. Durante o tempo em que ficou parado, o jogador passou a dar mais importância às orações. Disse que se reaproximou de Deus e que essa espécie de terapia espiritual o ajudou muito a superar o drama de ser uma pessoa triste no meio de um grupo alegre, que estava agitando o futebol brasileiro com títulos (Paulistão e Copa do Brasil), irreverência e futebol vistoso.

- Houve dias em que eu ficava bastante triste, muito deprimido. Só minha esposa (Natália) sabe o que eu passei. Ela sofreu muito, pois nenhuma mulher gosta de chegar em casa e ver o marido abatido num canto. Nesse momento, eu me voltei a Deus e isso me deu muita força - conta.

O zagueiro santista diz que o período de inatividade forçada foi importante também para que ele reavaliasse a própria profissão. Hoje, ele dá muito mais valor aos treinos. Até mesmo as sessões de aquecimento, as atividades físicas, os doloridos alongamentos, que são verdadeiros tormentos dos boleiros, agora são encaradas com prazer.

- Acho que a gente precisa a passar por certas dificuldades para aprender a dar valor a pequenas coisas. Demorar um pouco mais no alongamento, fazer uma sessão de musculação. Tudo isso agora tem muita importância para mim.

veja também