MENU

Calendário islâmico prejudica regularização de Renato Abreu

Calendário islâmico prejudica regularização de Renato Abreu

Atualizado: Quinta-feira, 12 Agosto de 2010 as 9:53

O calendário islâmico pode causar a ausência de Renato Abreu na partida do Flamengo contra o Ceará, neste sábado, no Maracanã. Apesar de ter treinado entre os titulares no coletivo desta quarta-feira, no Ninho do Urubu, o apoiador ainda não foi regularizado pelo clube na CBF e corre o risco de não poder fazer sua reestreia nesta semana. Tudo porque os Emirados Árabes, país do Al Shabab, está no período conhecido como Ramadã. Com isso, a diretoria rubro-negra vem tendo dificuldades para se comunicar com o último clube do apoiador para que seja enviada a sua documentação.

O Ramadã é o mês em que os muçulmanos praticam um jejum ritual, e renovam sua fé praticando com mais ênfase os preceitos do Alcorão. A conseqüência disso é que os dirigentes do Al Shabab passam a trabalhar em outro ritmo e em horários diferentes. É justamente isso que tem atrapalhado a comunicação do Flamengo com os árabes.

- Estamos tentando resolver isso. O problema é que eles estão no período de Ramadã, em que só trabalham à noite. Só precisamos que eles apertem o botão de “enter” para que isso seja resolvido – explicou Isaías Tinoco, gerente de futebol.

Por conta dos três anos nos Emirados Árabes, o próprio Renato Abreu explicou como os costumes das pessoas são alterados no país.

- No Ramadã, eles só podem comer depois que o sol se põe e até mesmo os treinos são feitos depois das 21h, que é quando todos estão alimentados. Até mesmo os estrangeiros têm de seguir. Se alguém de fora quiser comer antes, tem de ser na sua própria casa. É um mês inteiro assim. Então, como eles só trabalham mais à noite fica difícil uma comunicação com eles. Mas estamos aguardando otimistas – disse o apoiador.

Titular no coletivo da última quarta-feira, o primeiro no time principal desde que ele voltou à Gávea, Renato acredita na qualidade do quarteto ofensivo rubro-negro formado por ele, Petkovic, Val Baiano e Leandro Amaral. Mas por estar sem jogar oficialmente há mais de dois meses, ele quer que tudo seja feito com calma.

- Me senti bem no coletivo, mas ainda preciso de ritmo de jogo. A parte física está melhor. Tem tudo para dar certo essa formação com que treinamos, mas ainda temos de nos entrosar. Aos poucos, isso vai acontecendo. Joguei com o (Leandro) Amaral no Corinthians, mas  foram poucas vezes. Isso vem com tempo e os treinos – explicou Renato.

Se ele não for regularizado até sexta-feira, a tendência é que Kleberson volte ao time. O Flamengo enfrenta o Ceará às 18h30m (horário de Brasília) de sábado, no Maracanã.

veja também