MENU

Camisa da estreia na Copa vira obra de arte no museu particular de Elano

Camisa da estreia na Copa vira obra de arte no museu particular de Elano

Atualizado: Sexta-feira, 18 Junho de 2010 as 8:11

Um jogador dificilmente esquece um gol marcado em Copa do Mundo. Ainda mais aqueles que guardam algo relacionado ao jogo. É o caso de Elano. O meia da seleção brasileira vai guardar em seu acervo pessoal a camisa usada na partida contra a Coreia do Norte, na última terça-feira. Na vitória por 2 a 1, na estreia do Mundial, o jogador anotou um gol e deu assistência para outro. Inesquecível!

Antes mesmo de começar a preparação para a Copa da África do Sul, Elano já havia comentado que gosta de arquivar lembranças da carreira. Não só pela memória, mas principalmente por poder mostrar às pessoas mais próximas.

- Eu guardo tudo. Às vezes falam que o jogador não está preparado para parar, mas tem de estar. Um dia eu vou parar. Quero só ter as coisas para parar, olhar e dizer para minha filha que aquela foi o primeiro calção que usei no Guarani, em 1995, falar que o pai dela jogou com Kaká, Robinho... – declarou o camisa 7, em entrevista ao repórter Tino Marcos, antes da Copa do Mundo.

Via assessoria de imprensa, Elano confirmou na última quarta-feira, que vai guardar o “manto” verde e amarelo usado na partida inaugural da seleção brasileira no Mundial de 2010. Titular do técnico Dunga, o meia já tem outras recordações do Brasil. E também de todos os clubes pelos quais passou até agora.

- As chuteiras dos gols que marquei contra a Argentina. As camisas da final da Copa das Confederações, as camisas dos meus amigos de seleção e de clubes... tenho de todos – finalizou o meia, que na seleção brasileira conquistou a Copa América, em 2007, e a Copa das Confederações do ano passado.

Na última quarta, quando acabou a primeira rodada da Copa do Mundo, Elano era um dos destaques na página de estatísticas da Fifa. Até então, dentre os jogadores que marcaram um gol no Mundial, ele era o mais efetivo, com cinco finalizações e 49 passes. Mas ele já foi ultrapassado pelo uruguaio Forlán (dois gols).

Postado por: Cristiano Bitencourt

veja também