MENU

Campeão do UFC, Cigano estuda ir para o boxe por medalha no Rio-2016

Campeão do UFC, Cigano estuda ir para o boxe por medalha no Rio-2016

Atualizado: Segunda-feira, 21 Novembro de 2011 as 4:16

O cinturão de campeão dos pesos pesados do UFC ainda está fresco nos ombros de Júnior Cigano. O lutador catarinense diz que ainda não caiu a ficha do título conquistado diante do americano Cain Velásquez, no último dia 12. Além de manter o cinturão, ele não sabe bem quais serão suas próximas metas. Um dos planos, no entanto, é trocar o MMA pelo boxe.

- Quanto mais objetivos você alcança, maiores ficam seus sonhos. Quero me testar no boxe. Amo o boxe. Treino muito. É uma luta diferente, porque precisa de muita inteligência, estratégia e velocidade. Vou testar, mas o principal objetivo é manter o cinturão – disse Cigano, nesta segunda-feira.

Cigano e seu técnico de boxe, Luís Dórea, em São Paulo (Foto: Marcos Guerra / Globoesporte.com) Foi com um golpe de boxe, um gancho de direita, que o brasileiro bateu Velásquez na disputa pelo cinturão. Ele é considerado um dos melhores pugilistas do MMA e prefere lutar em pé, usando o boxe.

Seu técnico, Luis Dórea, se empolga com o desejo do pupilo. Dórea já formou grandes pugilistas, como o ex-campeão mundial de boxe Acelino 'Popó' Freitas. O treinador acredita que Cigano terá grandes chances no boxe.

- O que ele faz não é comum. Tem uma força grande e uma velocidade incomum para os padrões dos pesos pesados. Temos o sonho de ele representar o Brasil. O boxe dele é acima do normal. Ele tem talento e tem chances reais tanto no boxe olímpico como no profissional – disse Dória.

Com a proximidade das Olimpíadas do Rio Janeiro, em 2016, Cigano e seu técnico já vislumbram um pódio olímpico. Dórea diz que isso ainda é um sonho, mas confia na capacidade de seu pupilo.

- Acho que é um sonho (ter o Cigano nos Jogos do Rio). Ele também quer e tem chance de ganhar uma medalha. Nossa prioridade é o MMA, mas ele tem chance de representar muito bem o Brasil. Ele é um show à parte boxeando – disse o técnico.          

veja também