MENU

Carpegiani confirma equipe e exige respeito contra o lanterna Prudente

Carpegiani confirma equipe e exige respeito contra o lanterna Prudente

Atualizado: Sexta-feira, 18 Março de 2011 as 3:48

Um treino tático de aproximadamente uma hora no CT da Barra Funda definiu a equipe do São Paulo que tentará manter a liderança do Campeonato Paulista no próximo domingo, às 18h30, contra o Grêmio Prudente, no estádio Eduardo José Farah. Ele repetiu o time que treinou na quinta, com Marlos no ataque, no lugar do suspenso Dagoberto, e o trio de zagueiros principal, formado por Miranda, Alex Silva e Rhodolfo atrás. Ora será usado o esquema 3-5-2, ora será utilizado o 4-4-2.     Carpegiani conversou muito com os jogadores antes do treino. Disse que, apesar do teórico favoritismo do Tricolor, que enfrentará o lanterna do estadual, a equipe tem de manter os pés no chão e tornar o jogo fácil.

- A lógica diz que, quando uma equipe grande enfrenta um time de menor expressão, o grande tem mais chances de vencer. Mas não quer dizer que isso vai acontecer. O jogo sai de 0 a 0. Nós é que temos de tomar a iniciativa, marcar um, dois, três gols e tornar o jogo fácil. O adversário merece todo o nosso respeito. Posso garantir que ninguém vai menosprezar o Prudente – afirmou o técnico.

O fato de mais uma vez não pode usar força máxima não preocupa o treinador. - Não adianta ficar lamentado os desfalques e sim valorizar quem vai entrar. Teremos dificuldades, mas vamos tratar de superar isso, tentar se impor. É nessa hora que você mostra a capacidade do seu elenco – lembrou.

Durante a entrevista coletiva, o treinador foi questionado sobre os discursos excessivamente otimistas feito por alguns jogadores do elenco. Jean disse que a equipe está à frente dos rivais no Paulistão. Já Marlos ressaltou que o São Paulo hoje tem a melhor equipe do futebol brasileiro. O treinador deixou claro que tamanha confiança pode atrapalhar.

- Eu gosto do jogador que tenha personalidade e confiança no seu taco. Entre isso e o que pode transpor essa linha, existe a presunção e isso é perigoso. Nós temos de ter confiança, mas é preciso ter consciência de que as coisas ainda estão no começo e a, cada jogo, temos que provar essa condição dentro de campo - ressaltou.      

veja também