MENU

Carpegiani critica CBF e Tricolor vai adotar outro critério

Carpegiani critica CBF e Tricolor vai adotar outro critério

Atualizado: Terça-feira, 5 Julho de 2011 as 1:35

Paulo Cesar Carpegiani vai utilizar Bruno Uvini e

Henrique na quarta-feira (Foto: Luiz Pires / VIPCOMM)

    A liberação dos atletas que estão na Seleção Brasileira sub-20 para disputar três rodadas do Campeonato Brasileiro causou mais uma crise na já estremecida relação entre o São Paulo e a CBF. O clube do Morumbi está irritado pelo fato de ter sido previamente comunicado pela entidade que nenhum atleta convocado seria liberado. Por isso, o técnico Paulo César Carpegiani deu três dias de folga aos quatro convocados (Bruno Uvini, Casemiro, Henrique e Willian José).

Na última segunda, um novo comunicado disse que os atletas poderiam ser liberados para atuar em duas das três próximas rodadas do Nacional. Irritado, o São Paulo enviou um fax para a Federação Paulista de Futebol e para a CBF comunicando que não irá respeitar essa nova decisão. No documento, o clube diz que utilizará Bruno Uvini e Henrique contra o Flamengo, usará Casemiro e Willian José contra o Cruzeiro e depois relacionará os quatro atletas para a partida contra o Internacional, no dia 17. Na interpretação do clube, a decisão de Ney Franco, de liberar cada atleta para duas partidas, seria mantida.

Em sua entrevista coletiva, o técnico Paulo César Carpegiani criticou duramente a CBF e o técnico da equipe sub-20, Ney Franco.

- Realmente, o Brasil é o país do improviso. Como meus atletas ficariam 45 dias longe, eu os liberei já no treino na sexta. Eles ficam sexta, sábado, domingo e segunda sem trabalhar e hoje estão fazendo exames médicos. Como fica o estado físico desses atletas? É um problema que eu ganho porque os atletas estão parados – lamentou o treinador.     Bruno Uvini, Casemiro, Willian José e Henrique: os convocados para a

Seleção Brasileira sub-20 que disputará o mundia da Colômbia entre 29

 de julho e 20 de agosto (Foto: Editoria de Arte / GLOBOESPORTE.COM)

    O treinador diz que seria muito mais fácil resolver essa questão sem causar tanta polêmica.

- Esse problema seria facilmente resolvido se os atletas tivessem treinado até o final desta semana com os seus clubes. Jogariam duas partidas e depois se apresentariam em definitivo. Realmente, faltou bom senso – lamentou.

Pela programação definida pelo Tricolor, Bruno Uvini e Henrique irão encontrar a delegação à noite no Rio. Logo após a partida contra o Flamengo, a dupla retornará a Teresópolis. Casemiro e Willian José viajarão sexta-feira para São Paulo e voltarão para o centro de treinamento da CBF na manhã de domingo. No dia 16, um dia antes do duelo contra o Internacional, o quarteto viajará a Porto Alegre. Resta saber se a CBF vai aceitar isso.          

veja também