MENU

Carros da Fórmula 1 podem ter asas menores e efeito-solo

Carros da Fórmula 1 podem ter asas menores e efeito-solo

Atualizado: Terça-feira, 21 Dezembro de 2010 as 11:42

Os carros da Fórmula 1 devem sofrer ainda mais mudanças radicais para a temporada de 2013 na luta dos dirigentes para tornar o esporte mais eficiente e emocionante. De acordo com a TV inglesa BBC, os modelos terão asas menores e assoalhos projetados para gerar o efeito-solo, com mais pressão aerodinâmica. O gasto de combustível será menor também: a intenção é reduzir o consumo em 35%. As novas regras foram enviadas às equipes nesta semana e deverão ser ratificadas em janeiro, na reunião do Grupo de Trabalho Técnico (TWG) da Fórmula 1. Inicialmente, os carros serão um pouco mais lentos, mas a pilotagem será mais desafiadora. As ultrapassagens também devem ser facilitadas. Patrick Head, diretor de engenharia da Williams, e Rory Byrne, ex-projetista de Ferrari e Benetton, foram os responsáveis pelas novas medidas, que devem proporcionar as maiores mudanças na Fórmula 1 desde 1983. A dupla começou a trabalhar em março e apresentou as ideias a Charlie Whiting, diretor de provas da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), que dará os últimos retoques no projeto.

- Teremos apenas por volta de 65% da quantidade de combustível atual e um consumo limitado. Falaram que precisávamos ter ideias que não tornassem os carros cinco segundos mais lentos que os atuais. Rory fez algumas simulações para tentar chegar a um desenho de carro que pudesse alcançar isso - diz Patrick Head.

As mudanças externas refletem uma diferente filosofia por trás dos carros. Com os novos motores turbo, será como uma volta ao passado. O TWG discutirá as medidas e poderá sugerir alguns ajustes, mas a filosofia deve permanecer intacta. As propostas devem fazer com que os carros percam menos pressão aerodinâmica quando estiverem atrás de algum rival.

veja também