MENU

Cartões vermelhos e suspensões são frequentes na carreira de Richarlyson

Cartões vermelhos e suspensões são frequentes na carreira de Richarlyson

Atualizado: Terça-feira, 8 Fevereiro de 2011 as 4:36

O volante Richarlyson, do Atlético-MG, chegou ao clube com status de estrela. O diretor de futebol do alvinegro, Eduardo Maluf, chegou a dizer que o jogador foi a 'melhor contratação do futebol brasileiro' para a temporada. No entanto, mal começou a jogar com a camisa do novo time, e já é desfalque - foi expulso após receber o segundo cartão amarelo contra o Tupi, domingo passado.

E Ricky não atuará justamente no clássico contra o Cruzeiro, no próximo sábado. A partida, que naturalmente tem as características próprias de um dos maiores confrontos do futebol brasileiro, poderá valer ainda a liderança do torneio estadual.

O 2010 vermelho de Richarlyson

Expulsões são mais do que normais no futebol. No entanto, Richarlyson tem um histórico, no mínimo, preocupante, quando o assunto são os cartões vermelhos. Ano passado, ainda jogando pelo São Paulo, foi expulso três vezes durante o Brasileirão 2010, além de ter recebido outras três suspensões por cartões amarelos.

Na primeira expulsão, na 27ª rodada do Brasileiro, em confronto com o Avaí, Richarlyson foi expulso por ter ofendido o árbitro Alício Pena Júnior. Quatro rodadas depois, na partida contra o Santos, o meia recebeu cartão vermelho por ter dado um carrinho em um jogador do time da Vila Belmiro.

O último incidente, na partida do Tricolor paulista contra o Fluminense, na 36ª rodada, Richarlyson foi para o chuveiro mais cedo após ter cometido falta e, segundo súmula da partida, ofender o árbitro Heber Roberto Lopes. Com o incidente, o jogador foi parar no banco do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e recebeu cinco partidas de suspensão. Porém, como restavam apenas duas partidas para o fim do Brasileirão, Richarlyson ainda terá de cumprir um gancho de outros três jogos. Com isso, ele vai desfalcar o Galo na Copa do Brasil, próxima competição nacional do clube alvinegro.

‘Eu vou mudar’

Neste ano, vestindo a camisa do Atlético-MG, Richarlyson chegou a dizer que o jogador ‘problemático’ que foi no São Paulo havia ficado no passado.

- Não vai acontecer mais. Eu tirei como lição, é um aprendizado que vou levar para o resto da minha vida. Alguns momentos sei que errei, fui punido e com certeza não acontecerá novamente. Aprendi que a partir do momento que o árbitro apita, não tem como voltar atrás, então não adianta você espernear, não adianta xingar, não adianta você se exaltar, que isso só vai tirar a sua concentração. Isso só vai te prejudicar em termos psicológicos, então é uma coisa que já passou.

Richarlyson tentou tranquilizar a torcida na véspera da estreia do Campeonato Mineiro, contra o Funorte.

- A torcida do Atlético pode ter a certeza e a tranquilidade, junto com o professor Dorival, que o Richarlyson com certeza vai ser o jogar que vai, sim, reclamar no momento que tem que reclamar, mas com muita tranquilidade e muito respeito para não haver esse problema de cartão indesejado e consequentemente não deixar meus companheiros com um jogador a menos nunca.    

veja também