MENU

Casillas é expulso, mas Marcelo marca e põe Real mais perto do Barça

Casillas é expulso, mas Marcelo marca e põe Real mais perto do Barça

Atualizado: Segunda-feira, 14 Fevereiro de 2011 as 9:10

O Real Madrid aproveitou o tropeço do Barcelona e está mais perto do líder na tabela do Campeonato Espanhol, mas a torcida sofreu logo no início da partida contra o Espanyol: o goleiro Casillas foi expulso com um minuto e meio de jogo. O problema foi resolvido pelo lateral-esquerdo Marcelo, que fez um belo gol ainda no primeiro tempo e garantiu a vitória por 1 a 0, fora de casa, pela 23ª rodada.

Com o empate de 1 a 1 com o Sporting Gijón no sábado, o Barça lidera a competição somando 62 pontos. Agora, o time de José Mourinho está em segundo com 57. O terceiro lugar é do Valencia, que tem 47. A derrota na Catalunha deixou o Espanyol na sexta colocação com 37, ainda na zona de classificação à Liga Europa.

A torcida do Espanyol comemorou a expulsão de Casillas logo após o apito inicial. Com menos de dois minutos, Callejón foi lançado entre a zaga do Real, ganhou de Pepe na corrida e levou falta do goleiro, que saiu da área para tentar tirar a bola. O árbitro Matéu Lahoz entendeu que o capitão do Real era o último homem e deu cartão vermelho.

José Mourinho então tirou o meia-atacante argentino Di María e colocou o goleiro Adán em campo (Kaká ficou no banco e não entrou em campo). O reserva de Casillas foi importante e fez defesas difíceis que ajudaram o Real a vencer no Cornella El Prat.

Aos poucos, mesmo com um a menos, o time de Madri passou a dominar a partida e quase abriu o placar com chute de Kedhira de fora da área, aos oito. Aos 19, os merengues pediram pênalti: após cruzamento, a bola bateu na mão de Amat, mas o árbitro não marcou nada.

Quatro minutos depois, o gol da vitória: Cristiano Ronaldo achou Marcelo pela esquerda, o brasileiro passou por dois rivais na área e bateu com categoria, sem defesa para Kameni. Golaço.

Aos 33 foi a vez do Espanyol reclamar de pênalti não dado: Sergio Garcia caiu na área alegando ter sido empurrado por Ricardo Carvalho, mas o lance passou ignorado pelo juiz. Após seis minutos, Adebayor desperdiçou a melhor chance para ampliar o placar para o Real. O togolês recebeu lançamento perfeito de Xabi Alonso, correu mais rápido que um rival, entrou na área cara a cara com Kameni e chutou no travessão.

Na etapa final, o atacante emprestado pelo Manchester City voltou a desperdiçar duas grandes chances, que poderiam ter facilitado a vida do Real. Aos 36, Cristiano Ronaldo invadiu pela esquerda, entrou na área e rolou para Adebayor, que da marca do pênalti bateu em cima do goleiro do Espanyol. Três minutos depois, o camisa 6 arrancou pelo meio, ficou de novo cara a cara com Kameni e chutou para a defesa do camaronês.

Confira a 23ª rodada completa:

Sábado

Atlético de Madri 1 x 2 Valencia

Sporting Gijón 1 x 1 Barcelona

Racing Santander 3 x 2 Sevilla

Domingo

Levante 1 x 0 Almería

Hércules 2 x 1 Zaragoza

Real Sociedad 1 x 0 Osasuna

Málaga 2 x 2 Getafe

La Coruña x Villarreal

Espanyol 0 x 1 Real Madrid

Segunda-feira

Mallorca x Athletic Bilbao

veja também