MENU

Catriona Matthew vence o HSBC LPGA Brasil Cup 2009

Catriona Matthew vence o HSBC LPGA Brasil Cup 2009

Atualizado: Terça-feira, 27 Janeiro de 2009 as 12

Catriona Matthew vence o HSBC LPGA Brasil Cup 2009

Líder no primeiro dia de disputas da HSBC LPGA Brasil Cup 2009, a escocesa Catriona Matthew confirmou a liderança neste domingo (25), no Itanhangá Golf Club, e, com 138 tacadas, venceu o torneio, primeiro da Associação Feminina de Golfe Profissional (LPGA) disputado na América do Sul, e garantiu o prêmio de 100 mil dólares. A paranaense Ângela Park, que tentava o primeiro título para o Brasil na LPGA, ficou em terceiro, com 147 tacadas e recebeu um prêmio de 40 mil dólares. A americana Kristy McPherson, com 143 tacadas, terminou em segundo lugar e ficou com 75 mil dólares.

Grávida de cinco meses - ela já é mãe de Katie, de dois anos, e está esperando outra menina, para quem ainda não escolheu o nome -, Catriona não demonstrou qualquer problema ao se apresentar para o jogo com uma barriga já saliente. Apesar de se dizer mais cansada devido à gestação, apresentou um bom preparo físico para percorrer os cerca de 5,9 quilômetros do campo do Itanhangá, demonstrando regularidade, já que marcou 69 tacadas em ambos os dias.

"Confesso que fiquei um pouco cansada e vou sentir ainda mais nas próximas horas. Mas estou feliz com a vitória, foi um grande prazer jogar no Rio. Senti que o jogo estava ganho no buraco 16 e só aí pude relaxar. Espero que este torneio aumente a visibilidade do esporte no país, que tem bons campos e boas jogadoras. Vou disputar um torneio em Cingapura. Depois talvez seja a hora de parar", disse a campeã, a mais premiada entre as jogadoras que disputaram a competição, com 5,59 milhões de dólares.

Ângela Park, 17ª no ranking da LPGA, era a esperança nacional. No primeiro dia, sábado (24), ela terminou o campo com 72 tacadas. Neste domingo, a brasileira chegou a ocupar a segunda posição da classificação no buraco 11, mas no buraco 16, quando precisou de 7 tacadas para completá-lo (duas acima do par) devolveu a vice-liderança para McPherson.

"Eu não estava muito preocupada com o meu desempenho, mas sim em mostrar o Brasil para as jogadoras da LPGA. Ainda sou muito jovem e tenho muitos torneios pela frente, pretendo disputar 28 este ano e ganhar uns sete", brincou. "Senti muita responsabilidade em estar jogando no meu país e coloquei o Brasil na frente do meu coração. Foram momentos muito especiais e tomara que me vejam ganhando este ano para o golfe crescer no país", comentou Ângela Park.

Outras duas brasileiras participaram da HSBC LPGA Brasil Cup. Maria Cândida (Candy) Hannemann terminou em 9º lugar, com 152 tacadas. Já Patrícia Carvalho, única amadora na disputa, ficou em 14º, com 155.

A classificação final da HSBC LPGA Brasil Cup 2009, que distribuiu 500 mil dólares em prêmios, foi: 1) Catriona Matthew (ESC), com 138 tacadas; 2) Kristy McPherson (EUA), 143, 3) Ângela Park (BRA), 147 ; 4) Laura Diaz (EUA), 148; 5) Jimin Kang (EUA) e Allison Fouch (EUA), com 149; 7) Carin Koch (SUE) e Louise Friberg (SUE), 150; 9) Leta Lindley (EUA), Christina Kim (EUA) e Candy Hannemann (BRA), 152; 12) Karen Stupples (ING) e Eun-Hee-Ji (COR), 153; 14) Patrícia Carvalho (BRA) e Jill McGill (EUA), 155.

A HSBC LPGA Brasil Cup teve o patrocínio de HSBC, Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Lazer do Rio de Janeiro, Light e Autodesk; co-patrocínio de Grupo Libra, BMW e Vivo; apoio da Confederação Brasileira de Golfe e da Federação Estadual de Golfe do Rio de Janeiro. A organização e a promoção foram da Brasil 1 Esporte e Entretenimento.

veja também