MENU

Cavenaghi não vai para o River e chama Passarella de mentiroso

Cavenaghi não vai para o River e chama Passarella de mentiroso

Atualizado: Quinta-feira, 30 Junho de 2011 as 3:53

Cavenaghi só joga no River quando Passarella sair

de lá (Foto: Adilson Barros / Globoesporte.com)     Ao contrário do que o próprio Inter imaginava, não será o River Plate o destino de Fernando Cavenaghi. A garantia é do próprio jogador, em entrevista muito forte ao jornal “Olé”, a principal publicação esportiva da Argentina. Nela, o jogador ataca o presidente do clube de Buenos Aires, recém-rebaixado, e diz que não trabalhará lá enquanto Daniel Passarella seguir no comando do clube.

Na entrevista, Cavenaghi diz que Passarella (ex-craque da seleção argentina) usou com ele a mesma artimanha usada com outros ex-jogadores do River, inclusive D’Alessandro: telefonou e disse que ficou sabendo do interesse em um possível retorno. Ele chamou o presidente do clube argentino de mentiroso.

- Ele fez o mesmo com outros ex-companheiros de River. Não sei, parece que ele não sabe que somos amigos e contamos as coisas que acontecem. Com todos, ele utilizou o mesmo discurso. E quero ser claro: é mentira que ele tenha conversado comigo nos últimos dias. Sequer falou com meu representante. Ele faz comigo o mesmo que faz com outros jogadores que poderiam ser importantes para o River e têm vontade de voltar. Eu concentro com D’Alessandro, e ele disse a mesma mentira a ele. Nós nos olhamos e não conseguíamos acreditar. Assim está o River, fazendo tudo errado. Sinto muito pela torcida, que acreditou em alguém que mentiu para ela - disse Cavenaghi.

O jogador disse que não se sente valorizado por Passarella e afirma que o presidente do River sempre tratou com soberba seu possível retorno. Ele descarta jogar lá enquanto não mudar o comando do clube.

- Estou muito triste com tudo isso (rebaixamento do River), mas sou um profissional e tenho que ver o que é melhor para mim. De todo o coração, quero o melhor para o River. Tomara que retorne rápido, e eu poderei voltar quando terminar o mandato de Passarella. Meu desejo foi e será voltar ao clube que amo - afirmou o Torito.

Enquanto isso, o Inter o Bordeaux, da França, negociam a rescisão contratual do jogador. Cavenaghi pediu para deixar o Beira-Rio, já que vinha sendo pouco usado por Falcão.        

veja também