MENU

CBT é investigada por denúncia de desvio de verbas

CBT é investigada por denúncia de desvio de verbas

Atualizado: Segunda-feira, 13 Fevereiro de 2012 as 9:39

iG São Paulo

Polícia Federal conduz inquérito devido a suposto desvio de verba nas contas da entidade que comanda o tênis

A assembleia extraordinária que abriu caminho para a mudança nos estatutos da CBT (Confederação Brasileira de Tênis) e a eventual reeleição de seu presidente, Jorge Lacerda, foi realizada na mesma semana em que a Polícia Federal abriu um inquérito para apurar uma denúncia de desvios de verbas por parte da direção da entidade.

A denúncia foi realizada por Carlos Braga, ex-presidente da Federação do Espírito Santo, afastado do cargo por irregularidades na prestação de contas, e motivou a abertura de inquérito por parte do Ministério Público Federal.

O presidente da entidade, Jorge Lacerda, nega qualquer anormalidade nas contas da CBT, que, segundo o dirigente, conta com um orçamento de R$ 24 milhões neste ano. Boa parte dessa quantia vem dos Correios, patrocinador principal. O Ministério do Esporte também anunciou nesta segunda-feira que está em vias de liberar um montante ainda não definido para a instalação e desenvolvimento de “12 ou 14” centros de treinamento pelo país.

Leia mais sobre o Aberto do Brasil

Segundo o jornal “Folha de S.Paulo”, a denúncia por parte de Braga não menciona valores supostamente desviados. As suspeitas seriam referentes a contas abertas em nome do Instituto Tênis, que teve Lacerda como vice-presidente simultaneamente a sua gestão na CBT. De acordo com reportagem do diário, a empresa Brascourt, contratada sem licitação, para construir quadras em diversos estados, também seria um alvo da investigação.

Blog do Paulo Cleto: Tudo sobre tênis

Nesta segunda, em coletiva realizada no Ginásio do Ibirapuera, antes da abertura da chave principal do Brasil Open, Lacerda ressaltou que sua reeleição, que estende seu mandato até 2017, foi por “aclamação” e “unânime”, com o apoio das 25 federações existentes no pais – Roraima não tem sua entidade.


Continue lendo...

veja também