MENU

Ceará empata no fim, mas Timão agradece ao Figueira e segue líder

Ceará empata no fim, mas Timão agradece ao Figueira e segue líder

Atualizado: Segunda-feira, 15 Agosto de 2011 as 8:04

                A sorte está do lado do Corinthians, mas a equipe do técnico Tite vacilou neste domingo de Dia dos Pais, no estádio do Pacaembu. Depois de um primeiro tempo muito bom e uma vitória parcial por 2 a 1, o Timão cedeu o empate por 2 a 2 ao Ceará no final do segundo tempo. Menos mal que o Flamengo também empatou.

Em Florianópolis, a equipe carioca, vice-líder e com a mesma pontuação dos paulistas, chegou a abrir 2 a 0, mas bobeou e permitiu o 2 a 2. Assim, Timão e Fla continuam empatados, agora com 34 pontos cada. A vantagem do Corinthians é no número de vitórias, primeiro critério de desempate. São 10 contra nove.

Quem vive situação mais delicada é o Ceará. Com o empate com o Corinthians já são quatro jogos sem vitória. Antes, já tinha perdido para Fluminense, Santos e Avaí. Com 19 pontos, o Vovô está na parte intermediária da tabela, mas não muito longe, em pontuação, da temida zona de rebaixamento.

Neste domingo, 26.763 pagantes estiveram no Pacaembu. A renda foi de R$ 896.739,50. Na quarta-feira, o Corinthians vai a Minas Gerais enfrentar o Atlético-MG, em Ipatinga. A partida está marcada para as 21h50m. No mesmo dia, só que às 19h30m, em Fortaleza, o Ceará recebe o Grêmio, no estádio Presidente Vargas.       Willian teve chance clara de gol, mas chutou em cima do goleiro Diego (Foto: Agência Estado)

Bomba neles, Timão!

Antes de a bola rolar no Pacaembu, o Corinthians prestou uma homenagem ao técnico Tite pelos 100 jogos no comando da equipe (contando também a passagem dele em 2004 e 2005). O comandante recebeu das mãos de sua filha, Gabi, uma placa com a seguinte frase: “Não só um treinador, mas o líder de uma nação”.

Paizão também do elenco alvinegro, nesse Dia dos Pais Tite mandou a equipe atacar com tudo o Ceará. E assim foi. Só que o Vovô armou um esquema bem defensivo para conter o líder do Brasileirão e tentar evitar a quarta derrota consecutiva na competição. Mas não deu muito certo.

Sem conseguir jogar pelas laterais, o jeito foi apostar nos avanços pelo meio. Nesse caso, o Timão teve um elemento surpresa muito importante: Paulinho. O volante fez a diferença no primeiro tempo. Não só no desarme, mas principalmente nas investidas no ataque e também na tentativa de armação das jogadas.

Aos 12 minutos, por exemplo, o volante colocou Willian em ótima condição, mas o atacante chutou fraco e permitiu boa defesa de Diego. Paulinho, então, decidiu resolver ele mesmo. Aos 24, ele recebeu ótimo passe de Danilo e chutou forte da grande área. Diego ainda desviou, mas não evitou o primeiro gol paulista.

O Ceará, no entanto, conseguiu o empate em uma falha da defesa corintiana. Chicão e Castán não se entenderam, Julio Cesar demorou a sair do gol e Osvaldo, esperto, colocou na rede: 1 a 1. Sem dar tempo de comemoração ao Vovô, o Timão ficou em vantagem de novo com um golaço de Alex, aos 30 minutos. De perna esquerda, da intermediária, o meia acertou o ângulo direito do goleiro Diego e levou a Fiel ao delírio na arquibancada do Pacaembu. O Ceará sentiu!

Olho no placar e vacilo no campo

No intervalo, o técnico do Ceará, Vagner Mancini, reclamou muito com o trio de arbitragem. Alegou que eles estavam usando critérios diferentes na marcação de faltas. Discutiu asperamente com um dos auxiliares. Na volta para o segundo tempo, os treinadores não mexeram em suas equipes.

O Corinthians, em vantagem, retornou acelerado, ainda empolgado com o bom primeiro tempo. Mas o Ceará resolveu se impor e deixou um pouco o campo de defesa para tentar a sorte no ataque. Do lado do Timão, uma baixa: Ramon, machucado, deixou o gramado para a entrada de Weldinho.

Aos 16 minutos, Tite chamou Liedson no banco de reservas e o colocou na vaga de Willian. O atacante, artilheiro do time, retornou após cinco jogos de molho por conta de uma cirurgia no joelho esquerdo. A Fiel aplaudiu muito. Mas foi Julio Cesar quem deu alívio à torcida ao fazer duas defesas importantes no minuto seguinte.

Sem muita emoção no Pacaembu, a diversão da torcida corintiana virou o placar eletrônico, que depois de anunciar os dois gols do Flamengo sobre o Figueirense mostrou também o empate do time catarinense, comemorado como gol pelos fãs do Timão. Afinal, a liderança voltava a ser exclusividade total.

Outro gol bem comemorado foi o do Vasco sobre o Palmeiras. Mas os corintianos levaram um susto um pouco antes, aos 37 minutos, quando Marcelo Nicácio, em impedimento, marcou. E o susto virou pesadelo aos 39, quando Rudinei empatou para o Ceará. Ao menos, o Fla também vacilou: empatou com o Figueirense. E a tabela continua igual.            

veja também