MENU

Chefão da F-1 diz que calendário da categoria chegou ao limite de 20 GPs

Chefão da F-1 diz que calendário da categoria chegou ao limite de 20 GPs

Atualizado: Terça-feira, 21 Setembro de 2010 as 4:45

Bernie Ecclestone, chefe comercial da Fórmula 1, quer manter um máximo de 20 corridas no calendário da Fórmula 1. A temporada 2010 tem 19 provas, mas a chegada do GP da Índia em 2011 ampliará este número para o limite. Além disso, em 2012, a chegada de eventos nos Estados Unidos, em Austin, e na Itália, em Roma, pode esticar ainda mais o campeonato.

- Acho realmente que deveríamos ter ficado nas 16, para ser honesto. Ter 20 é o bastante, o limite. Nenhuma mais. Pude chegar a este número, mas não quero aumentá-lo. De outra maneira será um inferno - diz Ecclestone, em entrevista ao jornal indiano "Times of India".

Ross Brawn, chefe da Mercedes, e Lewis Hamilton, piloto da McLaren, concordam com a limitação de corridas. Para eles, o tamanho das temporadas está chegando a níveis críticos.

- Queremos ter estas corridas porque é bom para a Fórmula 1, mas estamos chegando a um estágio crítico em termos das pessoas conseguirem acompanhar - diz Brawn.

- Uma temporada de 19 corridas é exigente demais do ponto de vista dos patrocinadores e parceiros. Temos eventos promocionais, treinos, testes e novidades. Isso coloca ainda mais pressão sobre nós, para conseguirmos lidar com o tempo mais eficientemente - afirma Hamilton.

veja também