MENU

Chefão da F-1 e a FIA decidirão futuro do GP do Bahrein antes da temporada

Chefão da F-1 e a FIA decidirão futuro do GP do Bahrein antes da temporada

Atualizado: Terça-feira, 1 Março de 2011 as 10:16

Os dirigentes da Fórmula 1 vão decidir sobre a realização ou não do GP do Bahrein antes da abertura da temporada 2011 da categoria, no dia 27 de março, na Austrália. Rumores dão conta de que a corrida poderia ser remarcada para o fim do ano, em uma dobradinha com Abu Dhabi.

Bernie Ecclestone, chefe comercial da F-1, disse nesta terça-feira que chegou a um acordo com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) de que uma decisão sobre o Bahrein será tomada nas próximas semanas. Ele disse que a corrida poderia ser encaixada até mesmo nas férias de verão da categoria, em agosto, quando as equipes ficam sem trabalhar por três semanas.

- Para remarcar a corrida, a FIA tem de mudar o calendário e o Bahrein pedir uma nova data. O Conselho Mundial da FIA se reunirá em março e deverá analisar a situação. Já falei com o presidente Jean Todt sobre a possibilidade de uma nova data e concluímos que a decisão precisa ser tomada antes do começo da temporada. Se o príncipe tem a opinião que seu país está apto a sediar a corrida, voltaremos lá. Acho que as equipes aceitariam correr no Bahrein durante as férias de verão, porque está é a maneira de apoiarmos o país - diz Ecclestone ao site oficial da Fórmula 1.

Ecclestone também rebateu as acusações de que ele e a FIA não agiram de forma responsável no cancelamento do GP do Bahrein. Os críticos dizem que a decisão demorou muito para ser tomada.

- Não era possível cancelar mais cedo. Pouco antes da crise, almocei com o príncipe Salman bin Hamad Al-Khalifa e não havia nenhuma indicação do que aconteceria poucos dias depois. Ele estava cheio de ideias para o futuro. Quase não houve tempo para reagir. Precisávamos de uma decisão até o dia 21 de fevereiro, e foi o que falei para ele. Não foi uma decisão fácil, já que a Fórmula 1 colocou o Bahrein no mapa. Antes de 2004, pouca gente conhecia o país.    

veja também