MENU

Chefe da delegação de judô avalia desempenho em Pequim

Chefe da delegação de judô avalia desempenho em Pequim

Atualizado: Segunda-feira, 18 Agosto de 2008 as 12

Chefe da delegação de judô avalia desempenho em Pequim

O chefe da equipe de judô, Ney Wilson, aproveitou o último dia de competição nos Jogos Olímpicos Pequim 2008 para fazer uma avaliação final. "Quantitativamente chegamos às três medalhas que esperávamos. Foi uma competição atípica, pois somente a China e o Japão conseguiram mais de uma medalha de ouro e a Rússia não ganhou nenhuma. Ninguém pensaria nisso antes dos Jogos. Avalio como bom o nosso resultado", diz.

Sobre o fato de o Brasil ter conseguido três medalhas, mas nenhum ouro, Ney afirma: "Ouro, prata ou bronze é questão de momento na competição. Esses detalhes talvez tenham nos faltado na finalização da competição. Conseguimos acertar três tiros, mas faltou acertar o centro do alvo", compara.

Dos três brasileiros campeões mundiais ano passado (João Derly, Luciano Corrêa e Tiago Camilo), apenas Tiago ganhou uma medalha, o bronze, no meio-médio (-81kg). Dos 14 campeões mundiais em 2007, somente dois conquistaram o ouro olímpico: o georgiano Irakli Tsirekidze (categoria médio -90kg) e a peso-pesado (+78kg) Tong Wen, da China.

Ney avalia o peso do título nos ombros brasileiros. "Se você ouvir o que nossos judocas falaram nas entrevistas após as lutas, eles sempre assumiram os erros na competição. Mas temos que olhar com mais cuidado a parte emocional, o psicológico mesmo. Precisamos descobrir como trabalhar de forma mais positiva e blindar melhor a equipe", analisou.

veja também