MENU

Chefe da McLaren, sobre vitória de Button: 'Foi 90% ele e 10% o carro'

Chefe da McLaren, sobre vitória de Button: 'Foi 90% ele e 10% o carro'

Atualizado: Segunda-feira, 13 Junho de 2011 as 2:53

Button cruza a linha de chegada em Montreal

(Foto: agência Reuters)

  Jenson Button disse que a vitória no GP do Canadá foi a melhor de sua carreira . Para o chefe da McLaren, Martin Whitmarsh, foi uma das maiores da história da Fórmula 1. Segundo ele, o triunfo deve-se 90% ao talento do piloto inglês e apenas 10% ao carro.

Em Montreal, Button se envolveu em dois acidentes - com o companheiro Lewis Hamilton e com Fernando Alonso, da Ferrari -, trocou a asa dianteira do carro, parou cinco vezes nos boxes e sofreu uma punição. A vitória passou a ser uma realidade apenas na última volta, após pressionar e ultrapassar Sebastian Vettel, líder da temporada.

- Acho que foi uma das maiores vitórias na história da Fórmula 1. Foi incrível. Fantástica. Ele teve de trocar a asa dianteira e da 21ª volta em diante eu não sei quantas vezes teve de fazer ultrapassagens. Pilotou de forma fantástica, ficou concentrado e pressionou o quanto precisava. Foi 90% ele e 10% o carro - disse, em entrevista à BBC Radio 5.

Whitmarsh minimizou a atuação de Hamilton, que abandonou a prova depois de tocar em Mark Webber, da RBR, e em Button.

- Eu quero que o Lewis ataque, não quero que ele toque outros carros, mas, ao mesmo tempo, se ficar contido temendo isso, não será o piloto que é, e não fará o que tem que fazer.            

veja também