MENU

Chefe da Red Bull: não haverá ordens para troca de posições

Chefe da Red Bull: não haverá ordens para troca de posições

Atualizado: Quinta-feira, 10 Junho de 2010 as 1:59

Ainda sobre o impacto da batida entre Mark Webber e Sebastian Vettel no GP da Turquia, que acabou com uma dobradinha quase certa da Red Bull, o chefe da escuderia deixou claro que a equipe vai continuar tratando os dois pilotos da mesma maneira. Mais uma vez, Christian Horner reafirmou que ninguém tem culpa pelo acontecido.

''Não vamos instruir nenhum piloto a ultrapassar ou dar passagem. Eles vão continuar correndo um contra o outro e o mais importante é que eles respeitem o fato de estarem competindo por um mesmo time. E eu acredito que eles farão isto'', comentou o dirigente, em entrevista à BBC.

De acordo com ele, houve uma reunião ''muito construtiva e positiva'' sobre o tema. ''Acho que ambos os pilotos já reconheceram que foi um resultado desastroso do ponto de vista da equipe, mas ambos são bons companheiros, trabalham bem juntos e já competiram roda a roda em várias ocasiões. Não vamos impedir que um incidente como este destrua o relacionamento'', destacou.

Alfinetada

O discurso conciliador de Horner só não apareceu quando ele comentou as declarações de Helmut Marko, consultor da Red Bull que culpou o australiano pelo acidente - ao deixar a pista de Istambul, Vettel também fez sinais de que Webber estava louco.

''Houve algumas opiniões que foram expressas sem que todos os dados estivessem disponíveis. As emoções estavam à flor da pele e houve um ou dois comentários feitos sem todos os elementos à mão. Foi um acidente de corrida, nada mais nem menos'', destacou.

A próxima etapa de Fórmula 1 será domingo, no Canadá.

veja também