MENU

Chegada de Zico é combustível para 'Jogo da Paz' em Bagdá

Chegada de Zico é combustível para 'Jogo da Paz' em Bagdá

Atualizado: Sexta-feira, 26 Agosto de 2011 as 11:24

Irmão de Zico, Edu já treinou o Iraque em 1986

(Foto: Fred Gomes/Globoesporte.com)

  Com experiência no futebol do Oriente Médio, onde trabalhou como técnico da seleção iraquiana em 1986, Edu Coimbra, irmão de Zico, acha que a chegada do Galinho ao Iraque pode representar um início de uma era pacífica na região. O ex-jogador do América vê no ídolo do Flamengo um embaixador da paz. O símbolo disso seria a realização de um amistoso em Bagdá, capital do país e alvo de conflitos constantes, num futuro próximo.

- Eles têm um projeto de pacificação que vai de hoje até 2018. Eu já trabalhei lá e vinha conversando há um bom tempo com dirigentes da Jordânia. A partir do momento em que chegaram no Zico, deixei a negociação com eles. Existe alguém melhor que o Zico para ajudar na pacificação? A intenção seria fazer um jogo parecido com aquele do Haiti (em 2004, quando o Brasil fez 6 a 0 na seleção haitiana em amistoso que ficou conhecido como o "Jogo da Paz") - revelou.

Edu classificou o Iraque para a Copa do Mundo de 1986, mas deixou o comando da seleção com Evaristo de Macedo, que treinou a equipe no Mundial do México. Além de um indicativo de tranquilidade e alegria, o Galinho, na visão do irmão, certamente abrirá portas novamente para profissionais brasileiros.

  - Temos diversos profissionais qualificados que poderiam trabalhar lá (No Oriente Médio). Já conversei com o Ernesto Paulo e Renato Trindade, entre outros. É preciso colocar os brasileiros nesse mercado, que pode se tornar muito amplo - opinou.

Em um projeção para os próximos anos, nos quais se dedicará à luta por uma vaga na Copa de 2014 como auxiliar de Zico, Edu mostra otimismo e não esconde o bom humor.

- Que Alá permita que a gente consiga vencer e ter sucesso (risos) - brincou.

Contratado com a missão de classificar o Iraque para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, Zico sabe que sua presença no país servirá como uma bandeira contra a violência:

- O futebol é um dos maiores instrumentos para a paz. O Iraque é um país fantástico. Nosso projeto é até 2018, para continuar como instrumento de pacificação.

Zico tira foto com fã antes do embarque para o Iraque (Foto: Fred Gomes/Globoesporte.com)              

veja também