MENU

Cinco anos depois, Fred tenta entrar em novo quarteto mágico do Brasil

Cinco anos depois, Fred tenta entrar em novo quarteto mágico do Brasil

Atualizado: Terça-feira, 28 Junho de 2011 as 3:48

Fred recebe a marcação de Thiago Silva em treino (Foto: Mowa Press)

  Na Copa do Mundo de 2006, o reserva Fred sonhava com uma vaga no quarteto mágico formado por Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo e Adriano. Cinco anos depois, na Copa América da Argentina, o sonho é o mesmo, mas em um quadrado mais jovem, escalado com Paulo Henrique Ganso, Robinho, Neymar e Pato.

Titular nos dois últimos amistosos do Brasil (empate com a Holanda e vitória sobre a Romênia) por conta da lesão no ombro de Pato, Fred assegurou sua presença na competição com atuações seguras e um gol. Mas terá de buscar nos treinamentos o tão sonhado espaço entre os titulares. Teoricamente, no lugar de Pato.

- É muito bom jogar com Robinho de um lado, Neymar do outro e ainda ter o Ganso te achando duas, três vezes por partida. É um sonho. Quando se jogar com atletas dessa qualidade, a bola passa toda hora. Vamos ter muitas oportunidades de gol – declarou o atacante do Fluminense.

Convocado pela Seleção Brasileira desde 2005, Fred ainda não conseguiu engrenar com a amarelinha. Talvez por conta de seguidas lesões. Recuperado e saudável, como ele mesmo diz, o jogador está empolgado com o gol marcado no amistoso com a Romênia e espera colher bons frutos na Argentina.

- É sempre bom fazer gols. Dá confiança. Desde que cheguei à Seleção, em 2005, sempre houve uma briga boa e saudável, principalmente no ataque, que tem jogadores badalados. Sei da minha importância, do que sei fazer e vou procurar ser útil com gols para conquistar de vez o meu espaço – acrescentou o centroavante.

Aos 27 anos, Fred soma 12 jogos pela Seleção Brasileira. Nesse período, o atacante balançou as redes cinco vezes. Sua única competição oficial foi a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha. Em 2007, por sinal, ele chegou a ser chamado para a Copa América, mas foi cortado já na Venezuela por conta de uma fratura no pé direito.

veja também