MENU

Com 1% de risco, Galo recebe um Botafogo lutando para voltar ao G-5

Com 1% de risco, Galo recebe um Botafogo lutando para voltar ao G-5

Atualizado: Domingo, 27 Novembro de 2011 as 10:34

O Campeonato Brasileiro é por pontos corridos, mas nesta reta final cada um disputa as suas decisões. Com Botafogo e Atlético-MG, a situação não é diferente. Eles se enfrentam na tarde deste domingo, às 17h (de Brasília), na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, lutando por suas conquistas. Os cariocas, em oitavo lugar com 55 pontos, ainda sonham com uma vaga na Libertadores e para isso precisam desesperadamente de uma vitória. O desespero para os mineiros é menor, mas o risco de rebaixamento ainda existe - 1%, segundo o matemático Tristão Garcia. Somam 42 pontos e estão na 14ª colocação. Os momentos dos times são distintos. Apesar de estar na ponta de baixo da tabela desde o início do campeonato, o Atlético-MG vem de quatro vitórias nas últimas seis rodadas. Sem qualquer desfalque, o time comandado por Cuca - velho conhecido dos alvinegros cariocas - tenta se livrar já do risco de queda para chegar tranquilo à última rodada, em que terá pela frente o clássico contra o Cruzeiro.

Já o momento do Botafogo está longe do ideal. Se antes a luta era pelo título, agora o time vai em busca do último sopro de esperança pela Libertadores. Desde a 32ª rodada, caiu cinco posições e saiu do G-5. O desempenho culminou com a demissão do técnico Caio Júnior, substituído por Flávio Tenius. A disparidade atual entre os times é tanta que, computando apenas a classificação do segundo turno, o Atlético-MG aparece à frente do Botafogo: 27 pontos contra 21.

Na briga contra o rebaixamento, o Atlético-MG (42 pontos) tem como principais concorrentes Bahia (42), Cruzeiro (39), Ceará (38) e Atlético-PR (38), os dois últimos no Z-4. Já o Botafogo (55 pontos) luta com Inter, Figueirense, Flamengo (os três com 57), São Paulo (56) e Coritiba (54) por duas vagas restantes. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances da partida em Tempo Real, com vídeos exclusivos. O Premiere transmite a partida para todo Brasil, através do sistema pay-per-view.

Atlético-MG: Cuca só deve anunciar o time titular momentos antes da partida. A dúvida está entre Neto Berola e Carlos César. Com o atacante em campo, o time fica mais ofensivo, jogando no 4-4-2. Com o lateral atuando como meia, entra no 4-5-1. Provável time: Renan Ribeiro; Serginho, Leonardo Silva, Réver e Richarlyson; Pierre, Fillipe Soutto, Daniel Carvalho e Bernard; Neto Berola (Carlos César) e André. Botafogo: Flávio Tenius continua com dúvidas para armar o time. No decorrer da semana, treinou duas formações diferentes. Elkeson e Maicosuel brigam por uma vaga no meio-campo, assim como Herrera e Caio no ataque. Cortês vai dar lugar a Everton na esquerda. O Botafogo deve entrar em campo com: Jefferson, Alessandro, Gustavo, Fabio Ferreira e Everton; Marcelo Mattos, Renato, Felipe Menezes e Elkeson (Maicosuel); Caio (Herrera) e Loco Abreu.

Atlético-MG : todos os jogadores estão à disposição de Cuca. Não há atletas contundidos nem suspensos. Botafogo : Antônio Carlos está suspenso.

Atlético-MG: Dudu Cearense, Fillipe Soutto, Guilherme Santos, Magno Alves, Neto Berola, Patric, Pierre, Renan Ribeiro e Toró.

Botafogo: Caio, Everton, Herrera, Jefferson, Léo, Maicosuel, Marcelo Mattos, Somália e Thiago Galhardo.

O aspirante ao quadro da Fifa Nielson Nogueira Dias (PE) apita a partida, auxiliado por Kleber Lucio Gil (SC) e Jossemmar Diniz Moutinho (PE). Ao todo, Nielson participou de dez jogos, aplicou 48 cartões amarelos (média de 4,8) e dois vermelhos (média de 0,2), marcou 353 faltas (média de 35,3) e sete pênaltis no Campeonato Brasileiro, que registra média de 5,2 amarelos, 0,3 vermelho e 35,6 faltas. Destes amarelos, 19 foram para mandantes e 29 para visitantes. Ele apitou dois jogos do Glorioso e nenhum do Galo na Série A deste ano: Botafogo 2 x 1 Avaí, pela 12ª rodada, e Botafogo 2 x 0 Atlético-PR, pela 30ª.

Atlético-MG: Renan Ribeiro viveu altos e baixos este ano, mas readquiriu a boa forma e está em boa fase. Se o goleiro atleticano não for vazado neste domingo, o Galo se livra do rebaixamento.

Botafogo: Felipe Menezes conquistou a vaga após sair do banco, marcar um gol e mudar a cara do time do Botafogo na derrota para o Inter por 2 a 1.

Richarlyson, volante do Atlético-MG: "Tem clubes no Brasil que dependem de um ou dois jogadores, considerados acima da média, para que a equipe ande. Aqui no Atlético-MG não. Não tem aquele jogador que faz uma jogada mirabolante para o time vencer. Aqui tem a força do elenco, de cada um poder olhar para o lado e saber que tem um companheiro que pode ajudar a decidir um jogo para a gente ."

Felipe Menezes, apoiador do Botafogo: “Eles, com uma vitória, se livram totalmente do rebaixamento. E nós também precisamos vencer para sonhar com a Libertadores. Nosso momento é turbulento, mas precisamos manter as esperanças até o fim. Temos de ter a cabeça no lugar e lutar muito por estes três pontos . Confio no nosso time e na nossa vitória”.

* Quem leva a melhor? Veja o histórico do confronto na Futpédia.

* O retrospecto recente deste clássico é amplamente favorável ao Botafogo. Nos últimos 22 jogos, o Galo venceu apenas um (2 a 1, pelo Brasileiro de 2008). O Bota venceu 15 vezes e empatou seis.

* O único título brasileiro do Atlético-MG foi conquistado justamente em uma vitória sobre o Botafogo no Maracanã, no dia 19 de dezembro de 1971. Dadá Maravilha marcou na vitória por 1 a 0.

* A última vez que o Botafogo terminou o Brasileiro entre os cinco primeiros foi em 1995, quando conquistou seu único título. Nos últimos dez anos, sua melhor posição foi o sexto lugar de 2010.

O último confronto entre os dois alvinegros se deu na 18ª rodada deste Campeonato Brasileiro. Jogando no Rio de Janeiro, o Botafogo levou a melhor sobre o Galo ao vencer a partida por 1 a 0. O argentino Herrera fez o gol do jogo, batendo pênalti. Assista ao lado aos melhores momentos daquela partida, disputada no dia 23 de agosto, no Engenhão.

veja também