MENU

Com 40 integrantes, equipe do Bope disputa prova: 'Ninguém fica para trás'

Com 40 integrantes, equipe do Bope disputa prova: 'Ninguém fica para trás'

Atualizado: Segunda-feira, 16 Maio de 2011 as 9:23

Em um local onde o crime imperava até seis meses atrás, mil corredores participaram neste domingo do Desafio da Paz, prova entre a Vila Cruzeiro e o Complexo do Alemão na mesma rota que serviu de fuga para traficantes em novembro do ano passado. Entre os participantes, 40 integrantes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) completaram o percurso de 4,85km vestidos a caráter e não deixaram o lema da equipe de lado nem na hora da corrida.     - Sai junto, chega junto. Ninguém fica para trás. Esse é o nosso lema. E realmente ninguém ficou para trás. Se for o caso, nós paramos,voltamos e carregamos o companheiro - disse Julio Cesar Barbosa da Silva, cabo do Bope.

Parte da equipe do Bope posa para foto após o Desafio da Paz (Foto: Lucas Loos/Globoesporte.com)

  O batalhão especial participou ativamente da ocupação policial que tirou as duas comunidades do domínio do tráfico de drogas no ano passado. Para se ter uma ideia, no mesmo local da linha de chegada da prova, onde estava o governador Sérgio Cabral e mais de mil pessoas, era inviável a presença da polícia na região naquele período por conta do domínio dos criminosos. Hoje a situação é diferente e foi possível que o evento fosse organizado na mais perfeita paz.

Sergio Cabral e Nalbert marcam presença em prova no Complexo do Alemão(Reprodução/Twitter)

  - Nós fomos convidados porque tivemos uma participação ativa no processo de pacificação. Surgiu um convite e foi muito gratificante voltar aqui e ver a comunidade com a paz restaurada.

Acostumados a disputa de provas pelo Rio de Janeiro, o grupo terminou a corrida em cerca de 45 minutos, já que todos os componentes fizeram todo o trajeto lado a lado, como bem diz o lema da equipe. Além da satisfação de percorrer um belo cenário de vegetação preservada, os policiais do Bope tiveram outra recompensa neste domingo.

- Ver as pessoas aplaudindo, as crianças correndo ao nosso lado e cantando as canções é muito gratificante. Não há nada que pague isso. Isso nos dá um sentimento de dever cumprido. Nós viemos para trazer a paz e eles estão se ligando nisso.Entre os atletas da elite, o mineiro Franck Caldeira faturou a prova masculina, com o tempo de 16m03s. A segunda colocação ficou com José Rodrigues da Fonseca, que terminou a prova em 16m26s, enquanto Valério de Souza Fabiano chegou em terceiro, com a marca de 16m48s.        

veja também