MENU

Com a vaga nas mãos, rubro-negros adotam discurso 'venha quem vier'

Com a vaga nas mãos, rubro-negros adotam discurso 'venha quem vier'

Atualizado: Sexta-feira, 15 Abril de 2011 as 9:55

Renato vê o Fla preparado para qualquer adversário (Foto: Maurício Val / VIPCOMM)

  A última rodada classificatória da Taça Rio pode parecer pouco atraente para Vasco e Flamengo, mas vai traçar o caminho da disputa do título. Os rivais estão classificados para as semifinais, mas ainda disputam o primeiro lugar do Grupo A. A equipe de São Januário está na frente, com 16 pontos, um a mais que os rubro-negros. Neste domingo, os vascaínos enfrentam o Olaria, em Macaé, em defesa da primeira posição. Em Volta Redonda, o Fla terá o Macaé como adversário. Todas as partidas serão às 16h (de Brasília). Para terminar em primeiro, o Flamengo precisa vencer o seu jogo e torcer por um tropeço do Vasco.

Na outra chave, Fluminense e Olaria estão mais perto da classificação. As duas equipes têm 14 pontos. O Tricolor leva vantagem no saldo de gols (6 a 5) e terá o Nova Iguaçu como adversário. Empatados com 11, Botafogo e Duque de Caxias têm chances de passar, mas não dependem do próprio esforço. O Alvinegro tem de vencer o América (chegaria a 14) e torcer para que o Vasco derrote o Olaria. O Duque, por sua vez, tem de passar pelo Boavista, torcer por derrota do Olaria e por um tropeço do Botafogo.

O meia Thiago Neves, por exemplo, deixou claro que prefere enfrentar o Olaria na semifinal, mas a opinião do jogador não é consenso no Rubro-Negro.     - Cada um tem sua opinião. Quem quer vencer o campeonato não tem que escolher adversário. Temos que enfrentar o Macaé sem ligar para o que vai acontecer entre Olaria e Vasco. Vamos jogar com a classificação na mão, mas temos a possibilidade de terminar em primeiro lugar. É verdade que a camisa pesa bastante numa reta final, mas quem chega na semifinal é porque tem qualidade. O Boavista foi assim no primeiro turno e acabou indo para a decisão – disse o meia Renato.

Maldonado segue a mesma linha. Para o volante chileno, não há motivos para temer o confronto com Fluminense ou Botafogo na próxima fase.

- Para mim é indiferente. Numa reta final, quem estiver melhor é que vai levar. Todos os times que chegaram até aqui têm seus méritos. Tivemos alguns resultados que nos atrapalharam, mas conseguimos equilíbrio e chegar lutando pela liderança. O grupo está cada vez mais forte, com os jogadores se unindo, mesmo com jogadores novos que chegaram. O time está evoluindo, só dependemos de nós para conseguir os objetivos.

Contra o Macaé, o Flamengo quer manter a séria invicta na temporada. Em 20 partidas, foram 15 vitórias e cinco empates. A chance de conquistar o título estadual sem derrotas fica cada vez mais palpável. Renato, que foi campeão invicto pela primeira vez na carreira na Taça Guanabara deste ano,

- Ser campeão invicto tem um gosto muito bom. Nós somos o único time que tem esta possibilidade. Jamais pensamos em perder. Faltam três jogos para decidir a Taça Rio. Sabemos que temos condições de ser campeões invictos. Já sonhamos com isso.

Maldonado lembra que a conquista do título estadual sem a necessidade de dois jogos finais daria facilitaria o caminho em outra competição.

- Seria bom ser campeão invicto pelo trabalho que temos feito até agora. Além disso, poderíamos ficar focados na Copa do Brasil, que é muito importante, pois leva à Libertadores no ano que vem.      

veja também