MENU

Com apenas dois zagueiros, Tite não vê falha na lista da Libertadores

Noite de gala hoje na Libertadores em São Paulo

Atualizado: Quarta-feira, 7 Março de 2012 as 8:21

As lesões dos zagueiros Paulo André e Wallace deixaram o técnico Tite em uma situação desconfortável para montar a defesa do Corinthians nos jogos da Taça Libertadores. Enquanto no ataque o treinador conta seis opções, no setor defensivo restam apenas Leandro Castán e Chicão, já confirmados contra o Nacional-PAR, nesta quarta-feira, às 22h, no Pacaembu.

No último domingo, o comandante escalou o garoto Marquinhos, de apenas 17 anos, como titular no clássico contra o Santos, na Vila Belmiro. O jogador, campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior e uma das grandes promessas do clube, recebeu elogios pela atuação, mas não está inscrito no torneio internacional. Outro fora é Felipe, contratado do Bragantino no início do ano.

– Ninguém imaginava (as lesões). Quando o filho é bonito está cheio de pai. Ninguém imaginava que o Marquinhos tivesse tamanha afirmação. O Felipe nem estreou. A busca foi por uma experiência maior – afirmou Tite.

Dos 25 inscritos na Libertadores, seis são atacantes: Liedson, Willian, Jorge Henrique, Emerson, Adriano e Gilsinho. Os dois últimos, porém, sequer ficaram no banco de reservas no primeiro jogo do torneio, contra o Deportivo Táchira, na Venezuela, e também estão fora do confronto desta quarta.

Tite garante que a ideia ainda é usar Adriano em alguma partida da primeira fase da Libertadores, mas, para isso, aguarda por uma evolução física maior. Ele atuou diante do Peixe e só voltará contra o Guarani, sábado, pelo estadual.

– Ele vai evoluir. No momento que estiver legal vai jogar. Não pode acontecer de ele não treinar porque vai regredir. Aí não adianta – explicou.

O maior exemplo do problema enfrentado estará no banco de reservas contra os paraguaios. Dos sete atletas livres, cinco são ofensivos: Ramírez, Douglas, Willian, Elton e Emerson. Sobraram o goleiro Danilo Fernandes e o lateral-esquerdo Ramon. Não há zagueiros ou volantes, já que Edenílson está improvisado na lateral direita com as lesões de Alessandro e Weldinho.

Com somente dois zagueiros, o técnico espera pelo retorno de Paulo André. O jogador passou por uma artroscopia no joelho direito em fevereiro e, na semana passada, iniciou alguns treinos mais leves no campo. A expectativa é de que ele esteja disponível para atuar no fim de março. Wallace, com o rompimento dos ligamentos do tornozelo esquerdo, só volta em, no mínimo, dois meses.

- Lamentamos o acidente com o Wallace. Estamos aguardando o Paulo. A previsão é contar com ele rapidamente.

veja também