MENU

Com as suas estrelas, Corinthians conquista a primeira vitória

Com as suas estrelas, Corinthians conquista a primeira vitória

Atualizado: Quinta-feira, 21 Janeiro de 2010 as 12

A primeira vitória oficial do Corinthians no ano em que comemora o seu centenário ocorreu com Ronaldo e Roberto Carlos em campo. Na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, a dupla ajudou a equipe de Mano Menezes a vencer o Bragantino por 2 a 1. Os gols corintianos foram marcados por Elias e Jorge Henrique.

Os primeiros três pontos conquistados pelo Corinthians no Campeonato Paulista, contudo, não vieram com facilidade. Elias abriu o placar logo no início do jogo. Paulinho igualou para os visitantes. No segundo tempo, a torcida só parou de criticar o meio-campista Tcheco quando Jorge Henrique assegurou o resultado positivo.

Agora com 4 pontos ganhos no Estadual (estreou com empate por 1 a 1 com o Monte Azul), o atual campeão tentará embalar contra o Oeste no domingo, fora de casa. Já o Bragantino, que havia goleado o time de Itápolis na primeira rodada, receberá a Portuguesa (com 100% de aproveitamento) no sábado.

O jogo

Mano Menezes ainda se ajeitava no banco de reservas quando o Corinthians abriu o placar no Pacaembu. Meio segundo antes, o técnico havia garantido que o Bragantino não permitiria que a sua equipe se deixasse levar pela euforia dos torcedores nas arquibancadas.

Com menos de um minuto de partida, no entanto, o público e o time ganharam um motivo para se entusiasmar ainda mais. Jorge Henrique foi rápido e deu ótimo passe para Iarley, que encobriu o goleiro Gilvan dentro da área. Elias acompanhou a jogada e completou para as redes: 1 a 0.

Aos gritos de ''todo-poderoso Timão'', o Corinthians se animou com a vantagem no placar. Jorge Henrique e Iarley continuaram inspirados no ataque - embora Ronaldo não se movimentasse muito. E, na defesa, os estreantes Ralf e Roberto Carlos (muito recuado) davam segurança ao goleiro Felipe.

Na única oportunidade oferecida pela zaga do Corinthians no primeiro tempo, contudo, o Bragantino chegou ao empate. Aos 33, Paulinho dominou a bola na entrada da área, livrando-se da marcação de Chicão, e chutou no canto: 1 a 1. De imediato, a torcida voltou a incentivar o time da casa com mais intensidade.

Apesar de dominar a partida até aquele momento, o Corinthians ainda apresentava falhas - principalmente no meio-campo. Tcheco ouviu algumas vaias e levou uma bronca de Mano Menezes após perder a bola duas vezes. Já Ronaldo não teve fôlego para alcançar um lançamento em profundidade de Roberto Carlos.

Para compensar, Elias passou a apoiar mais o ataque nos últimos minutos da etapa inicial. Jorge Henrique levantou a torcida ao tentar um voleio dentro da área. Ronaldo arriscou alguns chutes. A maior expectativa, porém, foi gerada quando Roberto Carlos tomou distância para cobrar falta. Bateu rasteiro, e Gilvan defendeu.

No intervalo, o Corinthians não fez nenhuma alteração. Para irritação dos torcedores, que perderam a paciência com as falhas de Tcheco e começaram a gritar: ''Defederico! Defederico! Defederico!''. Por sua vez, o Bragantino voltou a campo com Danilo Bueno no lugar de Rodriguinho - Rodrigo Costa já havia substituído o lesionado Francis.

Mano Menezes, então, resolveu mexer em sua equipe. Mas não fez a alteração que o público queria. Colocou Dentinho no lugar de Iarley. Deu resultado. Aos 18 minutos, o persistente Jorge Henrique concluiu de fora da área e acertou o canto: 2 a 1. Foi o bastante para a torcida esquecer momentaneamente as críticas a Tcheco.

Aos 26, Tcheco voltou a escutar muitas vaias ao ser substituído por Jucilei. A partir de então, os torcedores não fizeram mais nenhuma ressalva ao time do Corinthians. Roberto Carlos, por exemplo, machucou-se ao dar um carrinho no gramado molhado, deu lugar a Boquita e ganhou aplausos dos corintianos que acompanharam a sua estreia.

Por Hérlder Júnior

veja também