MENU

Com coadjuvantes, Corinthians bate o Oeste e segue invicto

Com coadjuvantes, Corinthians bate o Oeste e segue invicto

Atualizado: Segunda-feira, 25 Janeiro de 2010 as 12

O Corinthians repetiu o placar da sua primeira vitória no Campeonato Paulista neste domingo. Sem várias de suas principais estrelas (o lateral esquerdo Roberto Carlos estava em campo), a equipe comandada por Mano Menezes ganhou do Oeste por 2 a 1, na Fonte Luminosa. Os gols foram de Paulo André e Boquita. Ricardinho descontou.

Detentor da Taça dos Invictos, o Corinthians ainda não perdeu no Estadual desta temporada. Antes deste final de semana, o atual campeão havia vencido o Bragantino também por 2 a 1 e empatado com o Monte Azul por 1 a 1, totalizando agora 7 pontos na tabela de classificação. Já o Oeste só tem 1 ponto e está na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, a última antes do clássico contra o Palmeiras, o Corinthians deverá contar com o retorno de alguns jogadores considerados titulares diante do Mirassol. A partida será realizada na quarta-feira, no Pacaembu. No mesmo dia, o Oeste tentará vencer pela primeira vez contra o Santo André, no estádio Bruno José Daniel.

O jogo

Principal estrela entre os jogadores que o técnico Mano Menezes escalou, o lateral esquerdo Roberto Carlos empolgou a torcida nos primeiros minutos de partida contra o Oeste. Fez um bom lançamento para o argentino Defederico e aplicou um chapéu em Alê, que parou o veterano com falta.

Com o passar do tempo, Roberto Carlos preferiu apenas compor a defesa do Corinthians - talvez para não se desgastar ou prejudicar a equipe com falta de entrosamento, conforme declarou na estreia. O Oeste, no entanto, não chegava a representar uma ameaça para os zagueiros da equipe de Mano Menezes.

Diante da aparente fragilidade do adversário, o Corinthians passou a dominar o jogo. Aos 27 minutos, Bill (que errava muitos passes) recebeu a bola dentro da área após cobrança de escanteio e chutou torto. O zagueiro Paulo André aproveitou a jogada e concluiu com força, estufando as redes.

Após ficar em vantagem no marcador e levantar o público na Fonte Luminosa, o Corinthians não precisou de muito tempo para ampliar. Aos 35, Defederico fez ótimo lançamento para Boquita. O prata da casa apareceu livre de marcação à frente do goleiro Mauro, bateu mascado e conseguiu marcar o gol.

O Oeste finalmente reagiu. Logo após a saída de bola, aos 36 minutos, Fernandinho avançou pela lateral esquerda e cruzou com precisão para Ricardinho cabecear à queima-roupa, sem chances de defesa para o goleiro Felipe. Foi o último lance de destaque no primeiro tempo da partida.

Na etapa complementar, o técnico Paulo Comelli tentou dar mais consistência ao Oeste. Substituiu Bruno Campos e Alê por Mazinho e André Luís. Por sua vez, Mano Menezes perdeu a paciência com Bill e mandou Morais a campo, adiantando Defederico. A partida ficou mais aberta depois das alterações.

Defederico, por exemplo, empolgou os torcedores ao dar um belo drible na ponta direita e avançar pela linha de fundo. Mas chutou em cima de Mauro ao invés de passar a bola para Souza. Já o Oeste passou a incomodar a defesa do Corinthians através de jogadas de bola parada, sempre cortadas pelos zagueiros.

Quando o Corinthians diminuiu o ritmo em campo, sua torcida na Fonte Luminosa passou a cantar com mais intensidade nas arquibancadas. Até tomar um susto e diminuir o tom de voz. Aos 17 minutos, Fernandinho percebeu Felipe adiantado, chutou por cobertura e acertou o gol. Mas estava em posição de impedimento.

Mano Menezes, então, promoveu mais duas substituições no Corinthians. Trocou o paraguaio Balbuena e o experiente Edu por Jucilei e Tcheco. Embora o Oeste já não levasse tanto perigo a Felipe, os corintianos seguiram sem justificar a euforia de alguns torcedores. Apenas administraram o resultado positivo.

veja também