MENU

Com dois de Nieto, Furacão vence o Paulista e está nas oitavas-de-final

Com dois de Nieto, Furacão vence o Paulista e está nas oitavas-de-final

Atualizado: Quinta-feira, 17 Março de 2011 as 8:36

O Atlético-PR venceu o Paulista por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, no Estádio Jayme Cintra, pela Copa do Brasil. O atacante Nieto marcou, de cabeça, os gols do Rubro-Negro.

Com o resultado, o time paranaense eliminou o jogo de volta e passou para as oitavas-de-final da competição. Agora, o Furacão enfrenta o vencedor do duelo entre Bahia e Paysandu - o primeiro jogo está marcado para o dia 30, às 21h50m, no Pará.

O próximo desafio do Atlético, pelo Campeonato Paranaense, é contra o Operário, às 16h de sábado, na Arena da Baixada. O Paulista joga no mesmo dia, mas às 18h30m. O time pega o Botafogo de Ribeirão Preto, fora de casa.

Atlético tem seis chances e faz 1 a 0

O Paulista - que jogava no 4-4-2, com três volantes, e tinha o objetivo de não sofrer gol em casa - partiu para a pressão e dominou os primeiros 10 minutos. Ele ameaçava o gol de Renan Rocha em lances de bola parada e chutes de fora da área. Em um deles, Vanderlei arriscou e o goleiro rubro-negro fez firme defesa. Após esse lance, o Furacão cresceu no jogo e passou a criar as melhoras oportunidades.

Foram seis chances claras na etapa inicial. Paulo Baier pela esquerda, Madson em cobrança de falta e Manoel, de cabeça, fizeram Felipe Alves trabalhar. Aos 26, não teve jeito. Após escanteio do camisa 10, o atacante Nieto cabeceou no canto e abriu o placar no Jayme Cintra.

O Atlético precisava de mais um gol para eliminar o jogo de volta. Por isso, continuou no ataque. Ainda no primeiro tempo, Nieto girou e, da entrada da área, chutou para a defesa de Felipe Alves. Na sequência, Guerrón ameaçou cruzar, mas bateu direto para outra defesa do goleiro adversário.

Nieto amplia e Furacão avança

Assim como no primeiro tempo, o Paulista começou melhor no segundo. A equipe de Jundiaí, porém, cruzava, chutava e tentava, mas não conseguia criar chances claras. O Rubro-Negro, mais objetivo, quase ampliou. Após cruzamento, Nieto cabeceou na rede, pelo lado de fora. Aos 16, o argentino fez o segundo dele no jogo. Após novo cruzamento de Baier, o atacante desviou de cabeça, e Felipe Alves apenas olhou.

Com 2 a 0 contra, o Paulista estava sendo eliminado. Por isso, o técnico Wagner Lopes alterou, e o time partiu para a pressão. O goleiro Renan Rocha teve trabalho para defender duas finalizações de Baiano, de fora da área. Já os chutes de Weldinho e Juninho saíram por cima, sem muito perigo.

A equipe paranaense teve ótima oportunidade de fazer o terceiro, com Nieto. Ele recebeu livre na área e bateu de primeira. A bola subiu e passou longe do gol de Felipe Alves. Nos últimos minutos, o Atlético perdeu o volante Alê, expulso. A equipe, porém, tocou a bola e garantiu a vitória por 2 a 0 e a classificação para as oitavas-de-final.    

veja também