MENU

Com dois gols de Somália, Boavista vira e tira invencibilidade do Fluminense

Com Somália, Boavista tira invencibilidade de fluminense

Atualizado: Quinta-feira, 2 Fevereiro de 2012 as 8:56

O experiente Somália derrubou o Fluminense na noite desta quarta-feira. Com dois gols do centroavante, o Boavista derrotou o time das Laranjeiras pelo placar de 2 a 1, com uma virada conquistada somente nos últimos minutos, e quebrou a invencibilidade da equipe de Abel Braga no Campeonato Carioca.

Com o resultado, construído com gols de Deco para o time tricolor e de Somália, duas vezes, para os vencedores, o Fluminense caiu para a terceira posição do Grupo B, com seis pontos, enquanto o Boavista subiu para o segundo lugar, com sete pontos ganhos.

O triunfo fez justiça ao desempenho do Boavista, que conseguiu superar as dificuldades no primeiro tempo para encarar o rival sem receio. O Flu, que atuou com a equipe titular, alternou altos e baixos durante o jogo e acabou sendo castigado com gols marcados no final da partida.
Na próxima rodada, o Fluminense receberá o Duque de Caxias, enquanto o Boavista vai enfrentar o Volta Redonda.
 

Flu sofre gols no fim e perde de virada 

O Boavista começou a partida de forma mais agressiva, tentando encurralar o Fluminense, que mostrava muita lentidão na armação das jogadas. E logo aos três minutos, Tony recebeu bom passe de Sheslon e bateu com perigo sobre o gol defendido por Diego Cavalieri.

Depois de duas broncas do técnico Abel Braga, o Fluminense afinal conseguiu chegar no ataque aos 7min, em chute forte de Fred que o goleiro Thiago defendeu com alguma dificuldade.

O Fluminense subiu de produção e, aos 18min, Carlinhos fez boa jogada pela esquerda, cruzou para Fred desviar de cabeça, mas a bola saiu com perigo. O Boavista passou a adotar uma postura mais recuada e só tentar chegar na área tricolor através de lançamentos longos para Somália e André Luiz.

Depois da parada técnica, o Fluminense voltou agressivo com os laterais Bruno e Carlinhos se projetando constantemente ao ataque. Aos 24min, o volante Diguinho deixou a defesa e penetrou na área com a bola dominada depois de bom passe de Wagner, mas foi travado por Fábio Braz no momento do chute.

Fabiano Gadelha, aos 26min, teve a chance de causar problemas para Diego Cavalieri, mas errou a cabeçada quando estava livre na área. A resposta do Fluminense foi fulminante.

Aos 36min, a equipe tricolor marcou o primeiro. Bruno fez boa jogada pela direita e cruzou. A zaga ficou indecisa, Deco dominou com categoria e mandou para as redes de Thiago.

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo, e o Boavista tentou marcar a saída de bola do Fluminense para tentar buscar o gol de empate, mas o time Laranjeiras era mais objetivo e chegava com certa facilidade à área do Boavista.

Aos 7min, Bruno cruzou da direita e Sóbis desviou para o gol, mas a zaga bloqueou a finalização. Logo depois foi a vez de Fred chegar atrasado ao ser lançado na área. A resposta da equipe dirigida por Alfredo Sampaio foi dada por Gadelha, que chutou com grande perigo.

O Boavista conseguiu criar uma jogada de perigo aos 18min, quando Bruno cometeu falta na entrada da área. Na cobrança, a bola bateu na barreira e saiu para escanteio. Tony cobrou, Sheslon desviou e Lenny chegou atrasado, desperdiçando uma ótima chance para empatar.

O clube visitante chegou ao empate aos 37min, com Somália, que usou seu oportunismo para aproveitar o cruzamento de Romarinho. Nos minutos finais, o Fluminense partiu de forma desesperada para buscar o gol da vitória. E o goleiro Thiago evitou o segundo com grande defesa aos 44min, em chute de Welington Nem.
Aos 45min, Diguinho derrubou Somália na área e o árbitro marcou pênalti a favor do Boavista. Somália cobrou com categoria e garantiu a vitória, correndo para perto do banco de reservas para comemorar com a dança "kuduro".

 

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 x 2 BOAVISTA

Gols:
FLUMINENSE: Deco, aos 36min do 1º tempo
BOAVISTA: Somália, aos 37min e aos 47min do 2º tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Anderson, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Diguinho, Wagner (Araújo) e Deco (Souza); Rafael Sóbis (Welington Nem) e Fred. 
Técnico: Abel Braga.

BOAVISTA: Thiago; Sheslon, Bruno Costa, Fábio Braz e Paulo Rodrigues; Júlio Cesar, Leandro Teixeira, Tony e Fabiano Gadelha (Romarinho); André Luis (Lenny) (Dudu) e Somália. 
Técnico: Alfredo Sampaio.

Cartões Amarelos 
FLUMINENSE: Bruno, Diego Cavalieri, Souza e Diguinho 
BOAVISTA: Sheslon e Bruno Costa

Árbitro 
Marcelo de Lima Henrique

Local 
Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

veja também