MENU

Com duas falhas do goleiro, Peñarol sai na frente do Universidad Católica

Com duas falhas do goleiro, Peñarol sai na frente do Universidad Católica

Atualizado: Quinta-feira, 12 Maio de 2011 as 8:09

A noite desta quarta-feira foi de festa para a torcida do Peñarol. Além de praticamente lotar o histórico e grande estádio Centenário, em Montevidéu, os uruguaios voltaram para casa vibrando muito com a suada vitória por 2 a 0 sobre o Universidad Católica, pelas quartas da Taça Libertadores da América. O goleiro Paulo Garcés, que falhou em duas oportunidades, foi o grande responsável pela derrota da equipe chilena. As equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, no estádio San Carlos de Apoquindo, no Chile.

Juan Manuel Olivera comemora gol do Peñarol contra o Universidad no estádio Centenário (Foto: EFE)     O vencedor do confronto vai enfrentar na semifinal quem passar de Libertad (PAR) e Vélez (ARG). Na outra chave das quartas há um brasileiro (Santos), um colombiano (Once Caldas), um mexicano (Jaguares) e um paraguaio (Cerro Porteño).

Festa da torcida no estádio Centenário (Foto: AFP)

  Antes de começar o jogo, a torcida do Peñarol fez uma bela festa no estádio Centenário, que estava praticamente lotado. Além de cantar alto, um grande foguetório foi feito na entrada da equipe em campo. E, como não poderia ser diferente, o time começou pressionando o Universidad Católica. Logo aos três minutos, Alejandro Martinuccio recebeu belo passe dentro da are e cruzou. A bola passou por todo mundo e foi saindo lentamente pela lateral.

Mais técnico, o Universidad Católica não se abateu. Começou a equilibrar as iniciativas e chegou com perigo aos 13. Fernando Meneses tabelou com Lucas Pratto, entrou na área e finalizou no canto. A bola passou raspando o gol de Sebastián Sosa. Mesmo com a torcida contra, o time chileno parecia que estava jogando em casa. O Peñarol usava os contra-ataques.

Mesmo pior em campo, os uruguaios aproveitaram uma falha do adversário e abriram o placar aos 39. Após um cruzamento de Luis Aguiar, o goleiro Paulo Garcés chocou-se com o zagueiro do próprio time e soltou a bola nos pés de Oliveira, que só teve o trabalho de tocar para as redes.

Católica é melhor no segundo tempo, mas goleiro falha outra vez

Como no primeiro tempo, o Universidad Católica começou a segunda etapa dominando a posse de bola. Até os dez minutos, o time chegou com mais intensidade ao gol do Peñarol, mas não conseguiu levar muito perigo. De tanto pressionar, o time chileno quase empatou aos 15. Lucas Pratto aproveitou cruzamento e bateu de voleio, mas o experiente zagueiro Guilhermo Rodriguez estava bem posicionado e salvou em cima da linha.

O Peñarol recuou e esperava a falha do Universidad para puxar o contra-ataque. Aos 30, Luis Aguiar roubou a bola, avançou pelo meio e chutou forte. O goleiro Paulo Garcés se esticou todo para espalmar a bola que entraria no cantinho. A resposta chilena veio aos 38. Felipe Gutierrez chegou na entrada da área, viu o goleiro adiantado e tentou por cobertura. A bola passou raspando o travessão.

Paulo Garcés, goleiro do Universidad, lamenta após bobeada no segundo gol do Peñarol (Foto: Reuters)

  Faltando um minuto para o fim, houve um lance polêmico. O atacante Lucas Pratto, do Universidad, caiu na área pedindo pênalti, mas o árbitro argentino Héctor Baldassi ignorou. Após o lance, o Peñarol chegou ao segundo gol de uma forma inesperada. A zaga deu um chutão para frente, o goleiro Paulo Garcés não conseguiu segurar a bola e soltou nos pés de Alejandro Martinuccio.            

veja também