MENU

Com estilo superfashion, meninas mudam a cara do Circuito Mundial

Com estilo superfashion, meninas mudam a cara do Circuito Mundial

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 5:13

Alana Blanchard não compete sem antes passar rímel nos olhos. Laura Enever, em Bells Beach, apareceu na praia vestindo um sobretudo. Coco Ho, mal chegou ao Brasil - para o Rio Pro -, foi a uma farmácia e comprou esmaltes. O trio lidera uma nova geração de surfistas que está mudando a cara do Circuito Mundial pelo talento e pelo estilo. Dentro e fora d´água.

Musas do surfe lançam filme neste mês (Foto: Divulgação) Neste mês, Coco e Laura, junto com as havaianas Carissa Moore, Monyca Byrne-Wickey e Malia Manuel e a americana Lakey Peterson, lançam um filme. Mas foi com uma brincadeira que as musas do surfe ganharam repercussão mundial. Na Gold Coast australiana, elas publicaram na internet um vídeo em que aparecem dançando uma música de Rihanna. A cantora americana, aliás, divide com Beyoncé o posto de rainha. Kate Perry corre atrás.

Carissa Moore, Coco Ho e Laura Enever no Rio Pro

(Foto: Gabriele Lomba / GLOBOESPORTE.COM) - É minha “Tríplice Coroa” – diz Laura.

- Eu amo a Beyoncé. Quero ter o cabelo dela, as unhas dela – suspira Coco.

- Você quer ter o bumbum igual ao dela – brinca a havaiana Carissa Moore.

Líder do ranking, Carissa é a mais quietinha. Pelo menos diante das câmeras.

- Ela tem os seus momentos. Também é uma grande dançarina – revela Coco.

Laura, estreante na elite do surfe, está sempre liderando o grupo. É a dona das pistas de dança. No tal vídeo, foi a que mais se empolgou.

Alana Blanchard na Barra da Tijuca

(Foto: Wilton Junior / Agência Estado) - As meninas se preocuparam mais em ficar pulando. Eu só me posicionei bem diante da câmera e me concentrei no meu quadril.

Alana, que arrematou corações ao competir com um pequeno biquíni, não vê a hora de aprender a sambar. E Coco diz que as brincadeiras não atrapalham em nada o desempenho. Ela é a sexta do ranking; Laura está em 12º; Alana é a 17ª.

- Antigamente as meninas entravam no Circuito Mundial e achavam que tinham que virar adultas. Somos amigas, jovens e gostamos de nos divertir – explica Coco.

Ela por sinal, só perde o bom humor quando alguém implica com seu gosto musical. Carrega um DVD da Beyoncé para todas as etapas do circuito. Dia desses, o havaiano Dusty Payne o escondeu em um canto da casa que estavam dividindo.

- Fiquei uma semana sem falar com ele.  

veja também