Com falha de goleiro, Brasil perde de virada para a Venezuela no sub-17

Bruno sai mal do gol em lance que define vitória da Vinotinto, que se recupera de derrota por 2 a 0 para triunfo por 3 a 2, o primeiro sobre a seleção na categoria

Fonte: globo.comAtualizado: terça-feira, 10 de março de 2015 11:51
Campeonato Sul-Americano
Campeonato Sul-Americano

Quem viu apenas os primeiros 20 minutos do duelo entre Brasil e Venezuela se surpreenderia com o resultado da partida, válida pelo Sul-Americano sub-17. Após um início avassalador, quando chegou a abrir 2 a 0, a seleção se apagou de maneira surpreendente e levou uma virada da equipe vinotinto no segundo tempo, que garantiu o triunfo por 3 a 2 - o último gol contou com uma falha incrível do goleiro brasileiro Bruno, que passou direto da bola após um lançamento na área. Esta foi a primeira vitória venezuelana sobre os brasileiros na categoria. 

Com o tropeço, o Brasil perdeu a chance de encaminhar a classificação para o hexagonal final. O time segue com quatro pontos, mesmo número do Paraguai e da Venezuela, sendo ultrapassado por ambos os rivais nos critérios de desempate. A seleção encerra sua campanha na primeira fase na sexta-feira, contra o Peru. 

O inicio brasileiro foi encantador. Com bom toque de bola, comandado por Evander, Lincoln, Matheus Pereira e Leandro, a equipe empilhou chances de gol. Aos 16 minutos, Lincoln foi lançado na área, aproveitou uma saída atabalhoada do goleiro Fariñes e tocou para o gol, abrindo o placar. Depois, aos 24, o zagueiro Adryelson, de cabeça, ampliou. 

A facilidade do confronto, porém, não fez bem ao Brasil. Os meninos diminuíram o ritmo, passaram a trocar passes e pararam de incomodar Fariñes. A Venezuela não demorou para equilibrar a partida e começar a incomodar, principalmente com o habilidoso meia Tortolero. 

A virada, porém, veio no segundo tempo. Bruno, em noite infeliz, cometeu pênalti em Yendis após disputa na área - Ravelo cobrou e diminuiu. O alerta, porém, não funcionou. O Brasil continuou errando muito, principalmente na defesa, e foi punido. Primeiro, Chacón empatou, aos 30, ao tentar cruzar uma bola da esquerda e encobrir o goleiro da seleção. Aos 38, veio a consolidação do desastre brasileiro: após um cruzamento na área, Bruno saiu errado, deixou a bola passar, e Zé Marcos, ao tentar tirar, empurrou para as redes. 

 

 

 

 

 

 

Siga-nos

Mais do Guiame