MENU

Com fama de retranqueiro, Felipão faz ataque do Verdão virar destaque

Com fama de retranqueiro, Felipão faz ataque do Verdão virar destaque

Atualizado: Sexta-feira, 24 Junho de 2011 as 9:54

Luiz Felipe Scolari nega rótulo de retranqueiro

(Foto: Marcos Guerra / Globoesporte.com)

  O técnico Luiz Felipe Scolari tem fama de ser retranqueiro por armar equipes sólidas na defesa. Neste Brasileirão, porém, vem quebrando esse estereótipo. Ele escalou três atacantes em quatro dos cinco jogos do Palmeiras e obteve resultado. O setor lidera o ranking dos mais efetivos, com dez gols. O comandante alviverde diz que não mudou seu estilo e explica como surgiu o rótulo de retranqueiro.

- Essa história apareceu aqui em São Paulo, na minha primeira passagem pelo Palmeiras. Eu vim do Sul, e a nossa filosofia de trabalho, a do gaúcho, é diferente. Devido ao clima e às características dos jogadores formados no Rio Grande do Sul, que têm força física, montam-se equipes mais defensivas, ou melhor, com menos visibilidade de ataque - conta Felipão.

Apesar de afirmar que arma a equipe de acordo com as peças que tem à disposição, o Palmeiras de Scolari tem a defesa como destaque do ano. O time foi o menos vazado do Paulistão, com oito gols sofridos na primeira fase e dois nas fases seguintes. Na Copa do Brasil, vinha com um bom desempenho, levando três gols em cinco jogos, até a goleada por 6 a 0 para o Coritiba, nas quartas.

O técnico ressalta que o fato de escalar mais ou menos zagueiros não significa que uma equipe seja mais ou menos ofensiva. Ele usa o exemplo da Seleção Brasileira de 2002. Felipão utilizava uma formação com três defensores e, mesmo assim, a Canarinha foi campeã mundial com o melhor ataque: 18 gols marcados.

- O Palmeiras, entre 1997 e 2000, e o Grêmio, entre 1993 e 1996, também faziam muitos gols. A Seleção Brasileira de 2002 foi uma das mais ofensivas, mas tinha três zagueiros. É uma simples questão de usar as características daqueles jogadores que o time tem. Se eu puder jogar com três, quatro, cinco jogadores que tenham a função de balançar a rede, ótimo - destaca o treinador.

Sendo Felipão retranqueiro ou não, o fato é que o Palmeiras está invicto e indo muito bem na arrancada inicial do Brasileirão. Então, o técnico adota a máxima de que “em time que ganha não se mexe” e indicou durante os treinamentos que manterá a formação com três atacantes diante do Ceará no próximo domingo, às 16h, em Fortaleza.        

veja também