MENU

Com Gomes de volta, São Paulo vence a Ponte Preta

Com Gomes de volta, São Paulo vence a Ponte Preta

Atualizado: Segunda-feira, 8 Março de 2010 as 12

Dois personagens e mais três pontos na tabela no retorno do técnico Ricardo Gomes ao banco são-paulino. Com dois gols de Washington e com Rogério Ceni defendendo um pênalti, o São Paulo venceu a Ponte Preta, na noite deste domingo, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, por 2 a 0. A vitória fez o Tricolor escalar mais um degrau na classificação do Campeonato Paulista e chegar ao terceiro lugar - atrás de Santos e Santo André. A Macaca é a décima colocada.

Após ficar três jogos fora, se recuperando de uma alteração vascular cerebral, o treinador tricolor voltou fazendo mudanças. Quando o time entrou em campo, na lateral esquerda estava Junior Cesar e não Jorge Wagner. Rodrigo Souto, que vinha sendo titular, também saiu. Gomes formou o meio-campo com Jean, Richarlyson, Hernanes e Marcelinho.

O São Paulo tomou um susto logo no começo. Aos cinco minutos, após uma bobeada de Cicinho, Otacílio Neto aproveitou, invadiu a área, driblou Rogério Ceni e finalizou. Sem ângulo, porém, o chute cruzou a pequena área. Finazzi também arriscou, e a bola fez o caminho de volta, se negando a ultrapassar a linha do gol.

O Tricolor reagiu e marcou. Aos 15 minutos, ao receber passe de Dagoberto, Washington encheu o pé e acertou o canto. Discreto, em respeito ao seu ex-clube, ele comemorou pouco, apenas levantando os braços e cumprimentando os companheiros.

A Macaca teve chance de empatar aos 28, mas parou no paredão. Otacílio Neto, ao tentar driblar Xandão, se atirou na área, e o árbitro assinalou pênalti. Fabiano Gadelha bateu, e Rogério Ceni pulou certeiro para defender. Dez minutos depois, quando o mesmo Xandão realmente cometeu pênalti, o juiz deixou o jogo correr.

Confira os gols da partida:

Washington mostra faro de gol e oportunismo mais uma vez. Aos 41, completou cruzamento de Hernanes e, no rebote do goleiro Eduardo Martini, marcou mais um. De novo, não comemorou. Antes do intervalo, a vitória já estava selada.

As equipes retornaram dos vestiários no mesmo ritmo. Durante o segundo tempo, Ricardo Gomes fez as três trocas e mandou a campo Marlos, Léo Lima e Rodrigo Souto. Do outro lado, Sérgio Guedes respondeu com Daniel Costa, Reis e André Rocha.

Após as trocas, foi a Macaca que ficou melhor: Finazzi desperdiçou pelo menos duas chances claras de gol, e Rogério Ceni fez mais alguns dos seus milagres. O Tricolor, porém, teve sabedoria para cadenciar a partida até o fim e o resultado que parecia estar garantido no intervalo se confirmou depois de mais 45 minutos.

Apesar da vitória e de subir mais uma posição na tabela de classificação, os são-paulinos sabem que ainda falta muita coisa. Uma frase do capitão Ceni dita ainda na saída de campo ilustra bem o futebol que o Tricolor mostrou em Campinas:

- Jogamos o suficiente para vencer a Ponte, mas não é o bastante para ser campeão.

PRÓXIMOS JOGOS

O São Paulo volta a campo na quinta-feira, mas em compromisso pela Libertadores da América. O adversário será o Nacional-PAR, em Assunção. Pelo Paulistão, o próximo rival vai ser o Rio Branco, domingo, no Morumbi. Já a Ponte Preta receberá, também no domingo, o Bragantino pelo Estadual.

veja também