MENU

Com grandes defesas, Julio Cesar se destaca em treino técnico

Com grandes defesas, Julio Cesar se destaca em treino técnico

Atualizado: Quinta-feira, 10 Junho de 2010 as 2:54

Se Julio Cesar está sentindo dores nas costas ou não, só ele e a comissão técnica da seleção podem responder. Mas, para alívio dos brasileiros, o goleiro manteve a qualidade que o consagrou no treino técnico realizado nesta quinta-feira, na Randburg High School, em Joanesburgo. Ele fez três defesas espetaculares, em duas delas pegando o primeiro chute e salvando novamente no rebote, cara a cara. Além disso, não hesitou fazer qualquer movimento.

A atividade consistiu de dois times com cinco atletas se enfrentando em campo reduzido, cerca de 1/3 das dimensões originais do gramado. Do lado de fora, nas laterais e linha de fundo, os outros dois times podiam tabelar com as equipes em campo. Os times se revezavam de cinco a cinco minutos, aproximadamente, e os arqueiros, de dez em dez.

Julio Cesar foi o goleiro que mais demorou a ser vazado e fez três grandes defesas. Na primeira delas, Luis Fabiano arriscou da marca do pênalti, e o goleiro deu rebote. Cara a cara, Daniel Alves chegou batendo e o camisa 1 da seleção se jogou para tocar novamente na bola evitar o gol.

Um minuto depois, quase um repeteco. Desta vez, o primeiro chute foi dado por Kaká. O goleiro voou para o lado direito para defender e novamente deu rebote. Felipe Melo soltou a bomba e lá estava Julio Cesar para evitar mais um gol. O lance arrancou um 'oh' dos jornalistas.

Julio Cesar ainda faria uma outra bela defesa em um chute de longa distância de Robinho. O Rei das Pedaladas soltou a bomba, e o goleiro se atirou para o lado direito, salvando novamente. Além disso, o goleiro fez mais outras boas intervenções, falhando somente em um lance, levando um frango em chute de Felipe Melo.

Durante a atividade, Julio Cesar sofreu oito gols, bem menos do levaram Gomes e Doni. No treino, ele ainda levou um tranco de Grafite e ficou caído no chão, levantando logo em seguida para tranquilizar a comissão técnica.

O camisa 1 só não participou, no final do treino, de um atividade de finalização. Michel Bastos, Daniel Alves e Julio Baptista cobraram pênaltis e, depois, ficaram chutando de longa distância contra Gomes e Doni. Mas se depender da atuação de Julio Cesar no treino, o Brasil já pode confirmar o seu camisa 1 na estreia, na próxima terça-feira, contra a Coreia do Norte, no Ellis Park, em Joanesburgo.

Por Daniel Lessa / Leandro Canônico / Márcio Iannacca

veja também