MENU

Com maratona pela frente, Deola deve ganhar mais chances no Verdão

Com maratona pela frente, Deola deve ganhar mais chances no Verdão

Atualizado: Quarta-feira, 27 Julho de 2011 as 3

Deola e Marcos: revezamento à vista em sequência

do Palmeiras (Foto: Agência Estado)

  A partir desta quarta-feira, o goleiro Deola deve ser mais acionado pela comissão técnica do Palmeiras. Com uma maratona de dez jogos nos próximos 30 dias, a tendência é que o ídolo Marcos seja poupado em pelo menos metade dessas partidas – a programação da comissão técnica cogita fazer com que ele jogue uma vez por semana. Depois do duelo desta quarta-feira contra o Figueirense, em Florianópolis, o Verdão tem mais sete encontros pelo Brasileirão e dois pela Copa Sul-Americana até o fim de agosto.

O técnico Luiz Felipe Scolari e o preparador de goleiros Carlos Pracidelli vão definir jogo a jogo a situação de Marcos. O desgaste em viagens favorece a “preservação” do titular, que já não foi a Sete Lagoas para enfrentar o América-MG, e não embarcou para Florianópolis nesta terça. Dono da posição sem o “Santo”, Deola assegura que preferia ver o companheiro jogando seguidamente.

- Tem todo um trabalho do Felipão e do Carlão (Pracidelli). No avião, o Marcos fica com o joelho meio dobrado e sabemos que isso dói. Se ele vem de um jogo mais forte, também aumenta a chance de segurá-lo no próximo. Mas a prioridade é sempre que ele jogue. Se o Marcos puder fazer três, quatro jogos seguidos, vai fazer. Se ele não aguentar, aí sim tento ajudar um pouco.     O revezamento entre os dois goleiros não está descartado, desde que ambos se sintam confortáveis. Carlos Pracidelli tem afirmado que a intenção não é fazer com que Marcos jogue todas as partidas, mas sim que ele jogue sempre em boas condições, sem sacrifício. Confiante em Deola, Felipão dá o aval para as decisões de seu preparador.

Marcos tem aposentadoria marcada para o fim desta temporada, mesma época em que termina seu atual contrato com o Palmeiras. Deola está de olho na vaga de sucessor, a exemplo dos garotos Raphael Alemão e Fábio, e também de Bruno – hoje emprestado para a Portuguesa. A idolatria ao “Santo”, porém, faz com que os concorrentes ainda queiram ver Marcos por mais tempo em campo.

- Sempre passamos uma força para ele, pois representa muito para o Palmeiras. Quando ele parar teremos uma perda muito grande. Queremos que ele pare bem, sem sequelas. Mas se tiver condições de continuar, sou o primeiro a dar força para isso. Mas que siga em boas condições, sem dor nem sacrifício.          

veja também