MENU

Com Murilo em grande fase e reforços de peso, Sesi entra na briga pelo título

Com Murilo em grande fase e reforços de peso, Sesi entra na briga pelo título

Atualizado: Sexta-feira, 5 Novembro de 2010 as 10:03

Aquele Sesi que na temporada passada mesclava jogadores top e outros que atuavam como titular pela primeira vez, encorpou. Ganhou o peso de Serginho, líbero que dispensa apresentações; de Thiago Alves, melhor atacante da última Superliga; e conta com um Murilo ainda mais maduro. E perigoso. Não somente por ser considerado o melhor jogador do mundo na atualidade, mas por ter ao seu lado companheiros de seleção que estão tão acostumados e não escondem gostar da rotina de títulos, assim como ele.

No banco, Giovane Gavio também conhece o caminho das pedras. Campeão olímpico em Barcelona-92 e mundial em Buenos Aires-2002, o técnico comemora o fato de estar à frente de um elenco mais rodado, que sabe tudo o que é preciso ser feito para vencer. Mas sabe que só isso não é garantia de que a taça irá para a sua galeria. Depois de ter sido eliminado nas quartas de final da edição passada, ele quer chegar mais longe e lutar pelo alto do pódio. Mas sabe que o caminho até lá não será dos mais fáceis por conta do equilíbrio que espera encontrar.

O craque

Em grande fase, Murilo Endres é o líder do grupo. O homem de decisão que carrega o status de melhor jogador da Liga Mundial e do Mundial da Itália.

Fique de olho

Dono da melhor recepção da edição passada do campeonato, Serginho faz sua primeira temporada na equipe com fome de bola. Depois de ter sido apresentado numa cadeira de rodas - por conta das fortes dores que sentia na coluna -, ele está recuperado da cirurgia no local, que o tirou do Mundial da Itália.

Até onde chega?

"A equipe está equilibrada em todas as posições e em todas elas há jogadores entre os melhores. Isso nos credencia à luta pelo título, mas muita gente investiu e pelo menos oito equipes têm chances também. Vai ser a Superliga mais equilibrada dos últimos tempos. Hoje temos um time mais rodado. De certa forma, eles já sabem que para vencer não se pode fazer pouco ou mais ou menos. E isso facilita muito", disse Giovane.

Campanha na última Superliga

A equipe enfrentou o Pinheiros nas quartas de final, mas foi derrotada nos dois jogos da série: 3 sets a 2 (25/20, 23/25, 25/21, 23/25 e 15/12) e 3 a 1 (25/19, 25/22, 17/25 e 27/25).

Estreia neste campeonato

10/11, às 19h, contra o Cruzeiro, em São Paulo.

Por: Danielle Rocha

veja também