MENU

Com números iguais no ano, Fábio Júnior e Liedson comemoram fase

Com números iguais no ano, Fábio Júnior e Liedson comemoram fase

Atualizado: Terça-feira, 1 Março de 2011 as 9:50

América-MG e Corinthians vivem bons momentos neste início de temporada. O Coelho lidera o Campeonato Mineiro, enquanto o Timão está em segundo lugar no Paulista (tem o mesmo número de pontos que o líder Mirassol, mas uma vitória a menos). Os dois times têm outro dado em comum: o artilheiro de cada uma das equipes no estadual tem sete gols em cinco jogos e, ainda, a mesma idade, 33 anos. Fábio Júnior e Liedson têm feito a alegria de americanos e corintianos.     Além de ajudar o time mineiro a conquistar um título que não levanta desde 2001, Fábio Júnior aceitou encarar o desafio de fazer um gol para cada ano de vida. Já Liedson é o atual vice-artilheiro do Timão no Paulista, perdendo para Elano, do Santos, que já marcou oito.

O destaque do América-MG elogiou o futebol de Liedson. No entanto, não vê muitas semelhanças a não ser o fato de os dois serem atacantes e terem, como função principal, fazer gols.

- Gosto do futebol dele. Mas vejo que temos características diferentes: ele joga mais pelos lados, eu sou mais de área. Só que são dois jogadores que têm o mesmo objetivo, que é fazer gols. E é o que estamos fazendo.

Liedson, a propósito, elogiou bastante o atacante do América-MG.

- O Fábio Júnior é um excelente jogador, sempre com muita presença de área, bom de cabeça. Lembro dele na época que fez muito sucesso no Cruzeiro. Nunca tive o prazer de jogar com ele, mas trata-se de um ótimo atacante.

Os dois têm média parecida de gols. Pelo América-MG, Fábio Júnior já marcou 32 gols em 52 jogos (0,61 por partida). Liedson, por sua vez, já em sua segunda passagem pelo clube do Parque São Jorge, balançou as redes 29 vezes em 43 partidas pelo Corinthians (média de 0,67 por jogo).     Meta dos 33 gols Não foi nada planejado. Tudo começou em uma conversa com jornalistas em Varginha, no sul de Minas, cidade onde o América-MG fez parte da pré-temporada. Ao ser questionado a respeito do desafio de se destacar em meio a jogadores mais jovens, o veterano Fábio Júnior ressaltou que teria de correr muito. E comentou, em tom de brincadeira:

- Quem sabe eu não faço um gol para cada ano que tenho?

Estava lançado – sem querer, diga-se de passagem – um desafio que Fábio Júnior encara rodada após rodada. Com os dois marcados no clássico de domingo contra o Atlético-MG, faltam 26 para chegar à marca de 33 gols na temporada. Para dificultar ainda mais a vida do atacante, ele terá de correr contra o tempo, já que não terá até dezembro para cumprir a meta: em 20 de novembro, completará 34 anos.

Fábio Júnior contou que tem se divertido muito com a repercussão do desafio. Torcedores brincam com ele nas ruas. No clube, os companheiros e o técnico Mauro Fernandes têm dado força ao jogador.

- Tem sido muito legal essa história dos 33 gols. Estou procurando ter tranquilidade para não tornar isso algo que me atrapalhe, mas que me incentive a marcar mais gols e ajudar o América-MG.

Quanto a Liedson, o atacante preferiu não estabelecer nenhuma marca.

- Essa é uma meta legal. Espero que chegue até ela. Mas não tenho um número para buscar. O mais importante é que o time renda bem e consiga os resultados.

veja também