MENU

Com piadas e papo sério, Nigéria tenta esquecer ameaça a Kaita

Com piadas e papo sério, Nigéria tenta esquecer ameaça a Kaita

Atualizado: Segunda-feira, 21 Junho de 2010 as 5:01

Kaita, expulso contra a Grécia, foi ameaçado de morte em seu perfil em uma página de relacionamentos, apontado como culpado pela derrota de 2 a 1 da Nigéria. A situação deixou no ar um peso extra sobre as Super Águias. Mas a ideia, entre os africanos, é tocar a vida, esquecer o episódio e tratar de vencer a Coreia do Sul nesta terça-feira, no estádio Moses Mabhida, em Durban. Na véspera da partida, as ameaças ao atleta foram tratadas ora com seriedade, ora como piada.

Idahi Peterson, assessor de imprensa da Nigéria, chamou a atenção ao interromper a coletiva de imprensa desta segunda-feira para conversar com os repórteres. No papo, ele disse que a seleção não recebeu nada de oficial sobre a ameaça de morte a Kaita. E brincou:

- No meu país, quando alguém diz que quer matar você, significa que não está satisfeito com você. Mas não é como na Alemanha. Na Alemanha, se alguém disser isso, é porque você realmente estará morto em seguida – afirmou o assessor.

Antes, o técnico da Nigéria, o sueco Lars Lagerback, e um de seus jogadores, o meia Dickson Etuhu, lamentaram a situação.

- Claro que isso não é bom de forma alguma. Com todos os tipos de comunicação, muitas coisas circulam, e é triste que isso aconteça. Mas temos que lidar com isso. Lidamos com pressão. Falamos sobre isso com os jogadores. Eles estão lidando bem, agindo de forma profissional. Também gostei de ver como eles trataram o Kaita. São jogadores profissionais - afirmou o treinador.

A Nigéria busca uma vitória sobre a Coreia do Sul às 15h30m (de Brasília) desta terça-feira para, com a ajuda da Argentina contra a Grécia, avançar às oitavas de final da Copa do Mundo

veja também