MENU

Com problemas no meio, Santos busca um camisa 10 alternativo

Com problemas no meio, Santos busca um camisa 10 alternativo

Atualizado: Terça-feira, 28 Junho de 2011 as 9:09

Ganso está à serviço da Seleção Brasileira

(Foto: Mowa Press)

  Convocado para defender a Seleção Brasileira na Copa América, o meia Paulo Henrique Ganso só deverá voltar a jogar o Brasileirão a partir da 12ª rodada (isso se não deixar o clube, negociado). Alan Patrick, que seria o seu substituto, foi vendido para o Shakthar Donetsk-UCR. Assim, o Santos passará algum tempo sem um camisa 10. Preocupação para o técnico Muricy Ramalho. Contra o Figueirense, nesta quarta-feira, às 21h50m (horário de Brasília), pela sétima rodada do Brasileirão, a posição será ocupada por Roger Gaúcho.

A diretoria se mexe para buscar um meia que possa resolver esse problema. Zé Roberto, que se desligou do Hamburgo-ALE, Diego, que está deixando o Wolfsburg-ALE, e Cleiton Xavier, atualmente no Metalist Kharviv-UCR, são os alvos da diretoria. Nenhuma dessas negociações, porém, teve algum avanço significativo. Zé havia priorizado o Peixe no caso de retorno ao Brasil. No entanto, ele tem proposta para permanecer na Europa por mais dois anos - sua família não quer voltar ao País.

Com Diego, o Santos chegou a fazer uma proposta ao pai do atleta, Djair Ribas. Mas a pedida salarial assustou. O jogador quer voltar ao Brasil, mas mantendo o padrão salarial europeu. O clube até já conseguiu um parceiro para bancar uma parte dos vencimentos do meia, campeão brasileiro em 2002 pelo Peixe, mas ainda falta. Já Cleiton Xavier foi sugerido por Muricy Ramalho, que comandou o jogador no Palmeiras, em 2009. No entanto, os valores são muito altos. O clube alvinegro busca, ao menos, o empréstimo.

- Estamos buscando reforçar o nosso meio-campo, pois temos dificuldades com convocações e negociações. Esse é um pedido do nosso treinador que tentaremos resolver. O Zé Roberto nos deu prioridade e estamos tentando um novo contato. O Diego também está na pauta. Estamos buscando viabilizar - afirma o presidente santista, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, que ainda não fala em conversas com Cleiton Xavier.

Muricy Ramalho já disse que, sem reforços, o Santos dificilmente vai brigar pelo título nacional.

- Vai ficar quase impossível. Vamos perder jogadores para a Seleção e ainda tem a possibilidade de negociações. Então, temos de buscar alternativas. O duro é que o mercado anda complicado - admite.

Zé Roberto, Diego e Cleiton Xavier: sonhos da diretoria santista  (Editoria de Arte / GLOBOESPORTE.COM)          

veja também