MENU

Com quatro reforços, Palmeiras fica 'cascudo'

Com quatro reforços, Palmeiras fica 'cascudo'

Atualizado: Terça-feira, 2 Agosto de 2011 as 1:40

O Palmeiras tem boas razões para se animar antes da dura sequência de nove jogos que terá no mês de agosto. Para o jogo desta quarta-feira, contra o Coritiba, no Couto Pereira, o técnico Luiz Felipe Scolari deve ganhar quatro reforços que, juntos, formarão boa parte da “espinha dorsal” do atual quarto colocado do Campeonato Brasileiro, com 25 pontos. O goleiro Marcos, o zagueiro Henrique, o volante Márcio Araújo e o atacante Kleber somam qualidade ao time que superou o Atlético-MG por 3 a 2, sábado, no Canindé.

O “Santo” foi poupado dos dois últimos jogos, seguindo a programação proposta pela comissão técnica. Márcio e Kleber voltam de suspensão, enquanto Henrique deve estrear após duas semanas só de treinos – ele ainda não sabe se inicia como titular ou começa no banco. Com os quatro, o “cascudo” Palmeiras fica ainda mais encorpado para voltar ao palco de sua pior derrota nos últimos anos: foi no Couto Pereira, em maio, que o Verdão levou 6 a 0 do Coxa e acabou eliminado da Copa do Brasil.

Essa foi uma das cinco derrotas sofridas pelo Palmeiras em 41 jogos oficiais na temporada – uma delas foi com o time reserva, para a Ponte Preta. A capacidade de somar pontos até quando não joga bem é um dos trunfos dessa equipe, que já sonha com voos mais altos em 2011 depois de um primeiro semestre frustrante para o torcedor.

- Não acho que a gente consiga ter uma atuação tão ruim quanto aquela novamente. Hoje conheço muito bem o elenco, sei que posso encaixar uma peça aqui, fazer uma improvisação ali. Tenho um grupo muito bom e com condições de brigar por título – avisou Felipão.

Henrique, que reestreia no Verdão depois de três anos na Europa, sabe da característica competitiva do Palmeiras. Por isso, aumenta a dificuldade do zagueiro em arrumar uma vaga entre os titulares.

- O grupo é muito competitivo e sempre sai de campo esgotado, porque dá todas as forças durante o jogo. Além da qualidade, esse espírito é fundamental para superar os adversários – disse Henrique.

Com o departamento médico vazio e sem suspensos, Felipão só tem dois desfalques para o duelo: o lateral-esquerdo Gabriel Silva, que disputa o Mundial Sub-20 com a Seleção Brasileira, e o goleiro Deola, liberado até quinta para resolver problemas particulares. Mesmo fora, Deola reconhece a principal qualidade do atual grupo palmeirense.

- Em termos de posicionamento e de raça, a nossa equipe é uma das melhores. A gente tem muita vontade, muita determinação – admitiu o goleiro.

veja também