MENU

Com título difícil, Tite destaca a classificação para Taça Libertadores

Com título difícil, Tite destaca a classificação para Taça Libertadores

Atualizado: Quarta-feira, 24 Novembro de 2010 as 12:07

O empate por 1 a 1 com o Vitória, domingo, em Salvador, tirou o Corinthians da liderança, mas deu ao clube paulista a vaga antecipada na Taça Libertadores de 2011. Apesar de reconhecer que o primeiro objetivo é o título do Campeonato Brasileiro, o técnico Tite reconhece que a classificação para o torneio mais importante das Américas também precisa ser comemorada.

- Há seis rodadas, ninguém sabia para que lado ir. Hoje, com duas rodadas de antecedência, temos seis jogos feitos, quatro vitórias e dois empates e uma (vaga) na Libertadores. É pouco? Eu já fiquei fora dela, mas também já classifiquei cinco equipes e sei que quem fica fora é louco para estar lá – afirmou.

Tite celebra também ter recolocado o Corinthians nos trilhos. Quando assumiu, o Timão vinha de sete partidas sem vencer e caminhava a passos largos para sair da disputa pela taça. Agora, a duas rodadas do fim, precisa vencer seus dois jogos (Vasco e Goiás) e torcer por um tropeço do líder Fluminense contra Palmeiras ou Guarani para ser campeão.

- O primeiro dever já está cumprido, mas o segundo está aberto. O Corinthians estava cinco pontos atrás do primeiro. Agora, está um. Falaram que dos oito jogos tínhamos que ganhar sete e empatar um. Ganhamos quatro, empatamos dois e temos chances matemáticas. É um ponto. Infelizmente, nós não tivemos a vitória que deixaria tudo nas nossas custas. Mas não está decidido. É vencer domingo para seguir brigando – ressaltou.

O comandante alvinegro fez questão de agradecer ao grupo e aos outros membros da comissão técnica pela forma como foi recebido e por eles aceitarem a mudança na forma de conduzir a equipe.

- Quero fazer um registro e agradecer a toda comissão técnica, que me recebeu, e aos atletas, que entenderam a posição do técnico e aceitaram a forma de trabalhar para dar aquilo ao torcedor que era obrigação. Já demos a Libertadores, que fica em segundo plano porque queremos o título – completou.

Por: Carlos Augusto Ferrari e Diego Ribeiro

veja também