MENU

Conca se impressiona com Messi: 'Pode ser o melhor da história'

Conca se impressiona com Messi: 'Pode ser o melhor da história'

Atualizado: Terça-feira, 31 Maio de 2011 as 9:34

Melhor jogador do Brasil na última temporada e principal condutor do Fluminense ao título do Brasileirão, Darío Conca foi condecorado cidadão honorário do Rio de Janeiro segunda-feira. Estrela da festa, o argentino celebrou o sucesso em quatro anos de trajetória no futebol brasileiro, mas não foi o tema único da noite. Entre respostas sobre seu momento atual e recordações com as camisas do Tricolor e do Vasco, o apoiador foi perguntado sobre o momento de um compatriota que tem assombrado o mundo: Lionel Messi.

Novo cidadão carioca, Darío Conca é só elogios para o compatriota Lionel Messi, do Barcelona

(Foto: Cahê Mota / Globoesporte.com)

  Com 53 gols e 24 assistências na temporada, o craque do Barcelona tem tudo para ser o primeiro jogador da história a ser eleito o melhor do mundo por três vezes consecutivas. E os feitos realizados por ele fizeram com que Conca o apontasse como candidato ao posto que para argentinos é de Maradona e para os brasileiros de Pelé.

- Para falar do Messi é só elogio. O que está fazendo no Barcelona e no mundo todo não é surpresa. Sabemos que ele pode um dia ser o melhor da história. Vejo o que ele faz no campo e é difícil repetir. Mas fora do campo observo a simplicidade com que ele faz as coisas. Por isso, hoje é o melhor do mundo.

O craque do Barça é uma referência para o meia do Flu (Foto: Getty Images) Se Messi engrena o terceiro ano como um dos melhores do planeta, Conca não tem repetido no Brasil o nível de atuações do ano passado. As cobranças para desequilibrar novamente, porém, não preocupam o argentino, que acredita em uma evolução gradativa.

- Estou com a cabeça boa e tranquilo. Estou em um lugar onde me sinto bem e sou feliz. Passei por um momento difícil, todo mundo sabe, mas com a ajuda de muita gente consegui superar. Agora, espero continuar melhorando para ajudar meus companheiros. O mais importante é o Fluminense. Tenho que me doar para o clube conseguir ser novamente campeão.

Sem perder a serenidade, o ídolo tricolor evitou fazer comparações com sua performance no Brasileirão de 2010.

- Algumas vezes consigo jogar bem, outras não, mas continuo tranquilo. Procuro fazer o meu melhor independentemente da situação. Respeito todo mundo, me sinto cada vez melhor, e isso é importante. Não tenho que pensar em ser igual ao ano passado ou não. Em 2010, também tinha coisas para melhorar. Me cobro muito. Quero fazer sempre mais.

Com três pontos, o Fluminense é o 12º colocado no Brasileirão e encara o Cruzeiro, sábado, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão, pela terceira rodada.          

veja também