MENU

Conselho em prol dos Jogos Rio-2016 toma posse, e atletas pedem legado

Conselho em prol dos Jogos Rio-2016 toma posse, e atletas pedem legado

Atualizado: Quinta-feira, 5 Agosto de 2010 as 3:44

A exatos seis anos do início das Olimpíadas Rio-2016, um grupo de atletas assumiu nesta quinta-feira a missão de colaborar na preparação da competição. O Conselho de Esportes Rio 2016, formado por nomes de destaque como Bernardinho, Guga e Janeth, terá como objetivo principal auxiliar o Comitê Organizador dos Jogos nas questões técnicas de seus respectivos esportes e na divulgação do evento. O legado também promete ser um assunto bastante explorado pelos representantes. O campeão olímpico Joaquim Cruz destacou a importância de deixar uma herança para as novas gerações, diferentemente do que aconteceu nos Pan-Americanos Rio-2007.

- No Pan, os organizadores não exigiram que esse legado fosse deixado. Então, essa é uma preocupação muito grande do Comitê Olímpico Internacional (COI) para evitar que as Olimpíadas passem e não deixem nada. E também é uma preocupação de nós atletas de utilizar as Olimpíadas para construir algo que fique para as próximas competições. Nós precisamos construir instalações que possam acomodar nossa nova geração - destacou Joaquim Cruz.

O ex-tenista Gustavo Kuerten também frisou a necessididade dos benefícios com a realização dos Jogos Olímpicos no Brasil atingirem o maior número de pessoas possível.

- Acho que vou ajudar desde um lado mais específico do tênis, em partes técnicas que são fundamentais, até outros temas gerais. Embora a competição seja para poucos participantes, ela tem que atingir a população como um todo – explicou o tricampeão de Roland Garros Gustavo Kuerten.

Além de Guga e Joaquim Cruz, Adriana Samuel (vôlei de praia), Álvaro Affonso de Miranda Neto (hipismo), Bernard Rajzman (vôlei), Bernardo Resende (vôlei), Carlos Alberto Parreira (futebol), Daniel Dias (natação paraolímpica), Janeth Arcain (basquete), Marcelo Ferreira (vela), Marcelo Vido (basquete), Maurren Maggi (atletismo), Ricardo Prado (natação) e Rosicléia Campos (judô) formam o conselho até agora.

- A participação deles é muito importante. Ninguém melhor do que eles para nos mostrar a visão dos atletas. Quem está dentro sabe melhor do que ninguém esses detalhes – destacou Carlos Arthuz Nuzman, presidente do Comitê Rio-2016.

Dez dos 14 representantes já escolhidos participaram da cerimônia de posse do Conselho de Esporte Rio 2016, realizada nesta quinta-feira, na sede do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), no Rio de Janeiro. Embora ainda não saibam o cronograma que terão que seguir até a realização dos Jogos, os esportistas já têm em mente como poderão ajudar.

- A nossa contribuição antes do evento vai ser fundamental para minimizar ao máximo os erros. São coisas que são imperceptíveis para a grande maioria das pessoas como, por exemplo, a melhor posição da quadra em relação ao sol. Acho que a nossa experiência vai agregar muito valor ao projeto - afirmou a ex-jogadora de vôlei Adriana Samuel.

veja também