MENU

Contra a Eslováquia, Itália busca vaga para dizer a que veio na África

Contra a Eslováquia, Itália busca vaga para dizer a que veio na África

Atualizado: Quinta-feira, 24 Junho de 2010 as 8:27

Chegou a hora da atual campeã dizer a que veio na África do Sul. Após dois empates em atuações sofríveis, a Squadra Azzurra busca nesta quarta-feira, às 11h (de Brasília) uma vaga para as oitavas de final diante da Eslováquia, que também sonha com uma difícil classificação. Precisando da vitória para não depender do resultado de Paraguai x Nova Zelândia, os italianos vão abandonar o tradicional ímpeto defensivo e entrar no gramado do Ellis Park, em Joanesburgo, com três atacantes: Panzzini, Iaquinta e Di Natale. Recuperado de uma lesão na panturrilha, Pirlo estará no banco como esperança de talento no meio-campo italiano.  A TV Globo e o GLOBOESPORTE.COM transmitem a partida ao vivo .

Saiba o que Itália e Eslováquia precisam para avançar às oitavas de final

Os jornalistas só tiveram acesso aos 15 minutos iniciais do último treino da Itália antes do jogo. Tempo suficiente para ver Pirlo participar da atividade com bola . A dúvida sobre a escalação do meia foi desfeita na entrevista coletiva.

- Pirlo ficará no banco - afirmou rapidamente o técnico Marcello Lippi.

Gattuso é a novidade de Lippi

O comandante Lippi voltou a testar o esquema com três atacantes, e quem ganhou espaço foi Pazzini. O jogador do Sampdoria formou o trio ofensivo ao lado de Di Natale e Iaquinta, que depois cedeu lugar a Quagliarella. O volante Gennaro Gattuso deve ter sua primeira chance como titular nesta Copa.

Lippi parece abençoar seus comandados: Itália

precisa de forcinha lá de cima (Foto: Getty Images)   Mesmo após os dois empates, a confiança italiana não foi abalada.

- Não queremos que seja o último jogo. Queremos seguir e, pessoalmente, acho que seguiremos. Sabemos que não fizemos um bom trabalho, mas podemos acreditar que venceremos - comentou Lippi.

A pressão para que o time avance também parece não assustar o capitão da equipe, Fabio Cannavaro. Depois de ser o símbolo da conquista do título na Copa de 2006, ele vem sendo criticado pelas suas más atuações nos gramados sul-africanos.

- Estou tranquilo e quero jogar melhor. Não me sinto envergonhado de estar nessa situação. Podemos passar por isso. Já ganhamos quatro vezes isto (apontando para as estrelas no escudo da Itália, que representam as conquistas da Copa do Mundo). Por isso queremos sempre mais – afirmou o zagueiro.

Desculpas e mistério na Eslováquia

Weiss: depois de fazer as pazes com a imprensa

tenta reatar com as vitórias (Foto: AP)   Na lanterna do grupo, com um ponto, a estreante em Copas Eslováquia sonha com uma vaga que parece improvável. Após dias conturbados com a imprensa, o técnico Vladimir Weiss se desculpou com os jornalistas, mas fez mistério em relação à escalação. Porém, prometeu modificações.

- Todos os jogadores estão bem fisicamente e prontos para jogar, mas teremos mudanças - anunciou.

A Eslováquia estreou na Copa empatando com a Nova Zelândia por 1 a 1 em Rustemburgo. Depois, foi derrotada pelo Paraguai por 2 a 0, em Bloemfontein. No confronto contra a Itália, atual campeã do mundo, o técnico eslovaco fez questão de enaltecer o adversário, mas acha que pode tirar proveito da pressão do outro lado.

- Eles são os campeões mundiais, já ganharam tudo e por isso estarão pressionados. A Itália é muito boa, mas eles não estão apresentando o futebol que estão acostumados. Esperamos ir bem nesta quarta-feira - afirmou Weiss.     Por Bernardo Eyng Direto de Joanesburgo, África do Sul

veja também