MENU

Contra Atlético-GO, algoz de 2010, Verdão tenta seguir perto do topo

Contra Atlético-GO, algoz de 2010, Verdão tenta seguir perto do topo

Atualizado: Quinta-feira, 30 Junho de 2011 as 9

Depois de perder do Ceará na última rodada do Brasileirão, o Palmeiras entra em campo nesta quinta-feira, a partir das 19h30m, no Canindé, para evitar uma situação inédita na temporada: sofrer duas derrotas consecutivas. E o adversário, historicamente, tem causado problemas para o Verdão. Em 2010, nenhum time judiou do Alviverde como o Atlético-GO, rival da sétima rodada.

No ano passado, foram três sofridas derrotas para os goianos. A primeira foi no estádio Serra Dourada, no segundo jogo entre as equipes pelas quartas-de-final da Copa do Brasil. O Palmeiras perdeu por 1 a 0 no tempo normal e por 2 a 1 nos pênaltis, sendo eliminado da competição.

Depois, o reencontro ocorreu no Pacaembu, no primeiro turno do Brasileirão. E novo tropeço. Com grande atuação do meia Elias, o Atlético-GO venceu por 3 a 0, em uma das piores partidas do time sob o comando de Luiz Felipe Scolari. No segundo turno, mesmo placar: 3 a 0 para os goianos, contra o time reserva do Verdão, que estava com as atenções voltadas para a disputa da Copa Sul-Americana.

Agora, o momento dos dois times é bem diferente. O anfitrião tem 11 pontos, está na sexta posição, e tenta se manter entre os primeiros colocados. O visitante ainda não se acertou neste Brasileirão: tem sete pontos, está em 14º lugar e também vem de derrota (1 a 0 para o Vasco, em casa). Mesmo assim, os palmeirenses pedem cautela.

- Não podemos achar que o time deles é fraco, ou que vamos vencer a hora que a gente quiser. Temos de respeitar o Atlético-GO e saber que teremos um jogo bem complicado pela frente. O campeonato está cheio de surpresas - avisou o goleiro Marcos. Após 34 jogos em 2011, nenhuma vez na temporada o Palmeiras sofreu duas derrotas seguidas. Depois de perder por 1 a 0 para o Corinthians em fevereiro, o time se recuperou com uma vitória por 1 a 0 (gol de Kleber), sobre o Americana, no Pacaembu. Após o tropeço diante da Ponte Preta (2 a 1), a recuperação veio com o 2 a 1 diante do Mirassol, e a vaga para a semifinal do Paulistão. Até mesmo depois da goleada diante do Coritiba (6 a 0), o time reuniu forças para bater o rival no encontro seguinte (2 a 0), mesmo que o placar de nada tenha adiantado na sequência da Copa do Brasil.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real a partir das 19h30m. O Premiere 6 transmite para todo o Brasil. A arbitragem fica por conta de Nielson Nogueira Dias (PE), auxiliado por Erich Bandeira e Wilton José Lins da Silva, ambos do PE.

  Palmeiras: a chance de reabilitação, após a primeira derrota no Brasileirão, e a permanência na zona de classificação para a Libertadores. Com 11 pontos, o Verdão pode ficar próximo da liderança.

Atlético-GO: com campanha apenas regular, o Dragão precisa de um bom resultado no Canindé, já que terá dois jogos fora de casa na sequência. Depois do Palmeiras, o clube ainda encara o Botafogo no Rio de Janeiro, e duas derrotas podem deixar o time perto da zona de rebaixamento, em crise.

  Palmeiras: Luiz Felipe Scolari tem problemas para armar a equipe e já começa a sentir falta de um grande plantel, como alguns de seus rivais. Kleber, que interessa ao Flamengo, deve ser poupado, por conta de dores na coxa esquerda que vem sentindo há 15 dias. É a principal ausência do Verdão. Por outro lado, Maikon Leite vai fazer seu primeiro jogo pelo novo clube, após seis meses de espera da torcida. Na lateral e na defesa, mudanças após a péssima atuação da equipe em Fortaleza. O time que vai a campo será: Marcos; Cicinho, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Gabriel Silva; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Lincoln; Maikon Leite, Dinei e Luan.

Atlético-GO: apesar da derrota para o Vasco no Serra Dourada, o técnico PC Gusmão vai dar mais entrosamento aos seus jogadores ao repetir a escalação da última rodada. Assim, o Dragão vai a campo com Márcio; Adriano, Gilson, Anderson e Thiago Feltri; Agenor, Pituca, Bida e Vitor Júnior; Anselmo e Marcão.

  Palmeiras: Kleber, com dores na coxa esquerda, não deve entrar em campo contra o Atlético-GO. O departamento médico do Verdão quer evitar um problema maior, que possa afastar o Gladiador mais tempo dos gramados. Além disso, caso atue mais uma vez no campeonato, Kleber vai completar sete partidas pelo Palmeiras, impossibilitando qualquer transferência para equipes da Série A, como o Flamengo, que sonha com o camisa 30. Além do atacante, João Vítor, com um problema no adutor da coxa direita, segue sem condições de jogo.

Atlético-GO: o meia Felipe Brisola é mais vez desfalque no Atlético-GO. Ele está com uma inflamação na região do púbis e segue em recuperação.

Palmeiras: Kleber, Patrik, Thiago Heleno e Wellington Paulista.

Atlético-GO: Adriano, Agenor e Marcão.

  Gabriel Silva, lateral do Palmeiras: Felipão mexeu na defesa e na lateral esquerda do time. Gabriel Silva volta a ocupar a ala após recuperar-se de lesão na coxa esquerda e fica com a vaga de Rivaldo, que não foi bem nas chances que teve.

Marcão, atacante do Atlético-GO: se não vai tão bem nos jogos em casa, o Atlético-GO é um adversário duro de ser batido nos fora. Das três partidas que fez longe de Goiânia, o Dragão perdeu somente uma, para o Figueirense. Venceu o Coritiba por 1 a 0 e empatou por 2 a 2 com o Atlético-MG. O atacante Marcão marcou nesses dois jogos sem derrota e é uma das armas rubro-negras para encarar o Palmeiras.

Maikon Leite (atacante do Palmeiras) : "Ainda não sei se o Felipão vai me escalar, mas estou à disposição e com muita vontade de fazer a minha estreia pelo Palmeiras. No meu primeiro treino, ele me deixou bastante à vontade para atuar dentro das minhas características e poder ir pra cima dos adversários em velocidade. Sei que vou sentir um pouco a falta de ritmo de jogo, mas isso com certeza vem com o tempo, conforme eu for jogando. Quero muito ajudar o Palmeiras, espero que seja já nesta partida".   Anderson, zagueiro do Atlético-GO: "As equipes não respeitavam o Atlético no início do campeonato. Agora estão respeitando, marcando forte. A gente pensa jogo a jogo. O que nos preocupa agora é o Palmeiras. O Botafogo e o Corinthians vêm depois. Serão pontos dificílimos de conquistar, mas estamos fazendo um trabalho bom e que nos deixa otimistas".

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia

* A média de gols dos jogos entre Palmeiras e Atlético-GO é de três por duelo. Ao todo foram marcados 18 gols em seis partidas disputadas, sendo 11 pelos goianos e sete pelos paulistas.

* No Campeonato Brasileiro, o Verdão nunca marcou gol no rival de Goiânia. Em dois jogos, ambos em 2010, acumulou duas derrotas por 3 a 0.

* Além dos dois jogos no Brasileirão-2010 e na Copa do Brasil-2010, Palmeiras e Atlético-GO já fizeram dois amistosos, com uma vitória para cada lado. Em 1973, deu Verdão: 3 a 0, em Goiânia. Já em 1998, sob o comando de Felipão, derrota por 4 a 3, no Serra Dourada.

Atlético-GO e Palmeiras se enfrentaram pela última vez no segundo turno do Brasileirão-2010, no estádio Serra Dourada. O Verdão, focado na Copa Sul-Americana, entrou em campo com um time reserva e foi goleado por 3 a 0, no dia 14 de novembro. Gilson e Robston, duas vezes, marcaram os gols do time da casa, que afastou-se da degola com o triunfo sobre o Alviverde. Assista aos principais lances da partida no vídeo ao lado.          

veja também