MENU

Contra o Vitória, Verdão tenta repetir placar raro para manter sonho

Contra o Vitória, Verdão tenta repetir placar raro para manter sonho

Atualizado: Quinta-feira, 19 Agosto de 2010 as 8:59

O Palmeiras tem às 21h50m desta quarta-feira, no Pacaembu, uma missão complicada e que em raras vezes viu acontecer nesta temporada. Diante do Vitória, a equipe de Luiz Felipe Scolari tentará reverter a vantagem conquistada pelos baianos na semana passada, no Barradão, e avançar à segunda fase da Copa Sul-Americana, competição que dá uma vaga à Libertadores do próximo ano.

Derrotado por 2 a 0 na primeira partida, disputada em Salvador, o Palmeiras precisa vencer os comandados de Toninho Cecílio por três gols de diferença. No entanto, o placar um pouco elástico não tem sido o forte da equipe paulista em 2010. Neste ano, o time só conseguiu tal façanha em duas oportunidades: 5 a 1 sobre o Mogi Mirim, pelo Campeonato Paulista, e 4 a 0 sobre o Flamengo-PI, na primeira fase da Copa do Brasil. Em ambas as ocasiões o time era dirigido por Muricy Ramalho.

- A situação melhorou depois que vencemos o Atlético-PR pelo Brasileiro. O time ficou mais confiante, treinou melhor e sabemos que, mesmo fazendo dois gols, ainda podemos conseguir a classificação nos pênaltis - disse o técnico Luiz Felipe Scolari.

Em situação mais confortável, o Vitória, que recentemente esteve perto de conseguir uma vaga na Libertadores, caindo na final da Copa do Brasil diante do Santos, também busca manter seu sonho de rodar a América em 2011. Com a vantagem de poder perder por até um gol de diferença, o time de Toninho Cecílio ainda vê o que é raro para o Palmeiras também ser raro no seu currículo nesta temporada. Em 2010, o Rubro-negro perdeu apenas uma partida por três gols de diferença: 4 a 1 para CSA, pela Copa do Nordeste.

Jogadores com crédito e Marcos com 500 partidas

Felipão não comentou sobre a escalação palmeirense para a partida com os baianos, no Pacaembu. No entanto, o treinador deu pistas de que deve repetir a formação que venceu o Atlético-PR, pelo Brasileiro, com três defensores.

- Todos ganharam créditos por causa da vitória sobre o Atlético-PR. Eles se portaram bem e tiveram créditos comigo e com a torcida. Mas para que isso aumente, tem de conseguir mais vitórias - alertou Felipão.

Para a partida com o Vitória, Felipão não poderá contar com Lincoln, lesionado, além de Kleber, suspenso por ter sido expulso contra o São Paulo na Libertadores deste ano quando ainda atuava pelo Cruzeiro. Valdivia, apesar de já treinar com o elenco, não foi inscrito para esta etapa da competição.

Assim, Felipão aposta em seu escudeiro para conseguir a classificação. Ele confia que Marcos, goleiro que completará 500 partidas pela equipe, possa garantir a classificação. Acostumado a ser pressionado, o arqueiro alertou que a partida não será fácil.

- É uma responsabilidade saber que faço 500 jogos em uma partida tão importante. Não vai ser um jogo festivo porque temos de ganhar de 3 a 0. Mas isso tudo prova que sou querido no clube e vou tentar como nas outras partidas fazer bom jogo contra o Vitória.

Vitória  faz mistério

Depois de ficar em situação um pouco mais confortável no Campeonato Brasileiro, com o triunfo por 4 a 2 contra o Santos, no último domingo, o Vitória volta suas atenções para a Copa Sul-Americana. O time baiano tenta novamente passar pela fase nacional da competição, como fez em 2009, em sua primeira participação no torneio. Para isso, conta com a vantagem de ter vencido o primeiro jogo por 2 a 0. Mas os jogadores esperam dificuldades em São Paulo.

- Sabemos que na Sul-Americana e no Campeonato Brasileiro é sempre complicado, mas estamos bastante concentrados e temos que ser fortes em todo jogo. O torcedor sempre pode esperar isso do Vitória, que o time vai entrar forte e concentrado – afirmou o volante Ricardo Conceição.

Apesar da boa vantagem, o técnico Toninho Cecílio adotou o mistério e fechou parte do treino desta quarta-feira. O treinador deve ter o reforço do goleiro Viáfara, recuperado de uma lesão em um dedo da mão direita.

A dúvida fica com relação ao ataque. Henrique, autor de dois gols no último domingo, não está inscrito na Copa Sul-Americana. O jogador deve ser substituído por Elkeson. A outra vaga será disputada por Scwenck e Junior.

veja também