Contra um animado Treze, São Paulo inicia a caminhada na Copa do Brasil

Contra um animado Treze, São Paulo inicia a caminhada na Copa do Brasil

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:55

Acostumado a disputar a Taça Libertadores da América nos últimos oito anos, o São Paulo começa a viver na noite desta quarta-feira a sua nova realidade. Depois de uma sequência de erros na temporada 2010 e um decepcionante nono lugar no último Campeonato Brasileiro, a equipe comandada por Paulo César Carpegiani volta a disputar a Copa do Brasil, competição que teve a participação do Tricolor pela última vez em 2011. E, no pontapé inicial, que ocorrerá nesta quarta. a equipe terá uma parada dura pela frente.

O Treze aposta na empolgação de sua torcida e na sua força dentro do estádio Amigão, onde não perde há 39 partidas, para surpreender a equipe paulista e, no mínimo, levar a decisão de quem seguirá adiante na competição para o duelo de volta, que será realizado no estádio do Morumbi, no dia 24 (quinta-feira da próxima semana). Vale lembrar que, se o São Paulo ganhar por dois gols de diferença, a fatura estará liquidada.

A festa na Paraíba será completa. Isso porque a expectativa é de que os 19.700 ingressos colocados à venda se esgotem até o início da partida. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real, com vídeos, e a TV Globo transmite para os estados de SP, AL e PR. O árbitro da partida, que terá início às 22h, será o baiano Arílson Anunciação, que será auxiliado por Ubiratan Viana e Lorival Flores, ambos do Rio Grande do Norte.         Treze – comandado pelo técnico Marcelo Villar, que teve uma passagem pelo Palmeiras em 2006, o Treze acredita ser possível complicar as coisas para o Tricolor. Todo o planejamento da equipe foi feito visando a partida desta quarta-feira. Alguns jogadores, como o atacante Warley, voltaram mais tarde das férias para estarem no estágio físico perfeito no momento da partida contra a equipe paulista. No último domingo, na vitória sobre o Esporte de Patos (2 x 1), nove titulares foram poupados pela comissão técnica.

São Paulo – ainda em busca de regularidade na temporada, o Tricolor espera que o duelo desta quarta possa ratificar que o time começa a viver um novo momento. Depois de vencer a Portuguesa por 3 a 2, no último domingo, pelo Campeonato Paulista, o time aposta na maior qualidade do seu elenco para tentar, no mínimo, voltar com vantagem para a capital paulista. De quebra, a partida poderá marcar o gol número 100 do goleiro e capitão Rogério Ceni, que já tem 98 tentos na carreira, sendo 55 de falta e 43 de pênalti.         Treze – O treinador resolveu fazer mistério e declarou na última segunda-feira que só vai anunciar a escalação da equipe momentos antes da partida desta quarta-feira. A tendência é que o esquema 4-4-2 seja mantido, com o treinador apostando todas as suas fichas na dupla de ataque, formado pelo rapidíssimo baixinho Cléo (1,53m) e pelo experiente Warley, que já teve passagem pela equipe do Morumbi na temporada 1999. O time atuará com: Marcelo Galvão; Ferreira, André Lima, Anderson e Paulinho Potiguar; Márcio Pinho, Thiago Almeida, Júlio César e Laércio; Cléo e Warley.

São Paulo – Paulo César Carpegiani resolveu modificar o esquema tático da equipe, na esperança de conseguir maior solidez para o sistema defensivo que, nas últimas seis partidas, tomou 12 gols. Ao invés do 4-4-2, utilizado desde que o treinou retornou ao clube, em outubro do ano passado, será usado o 3-5-2, com Rhodolfo, Alex Silva e Miranda formando a primeira linha defensiva. Na escalação, a grande novidade será o retorno do meia Lucas na vaga de Rivaldo, que ficou em São Paulo. A equipe jogará com: Rogério Ceni; Rhodolfo, Alex Silva e Miranda; Jean, Rodrigo Souto, Carlinhos Paraíba, Lucas e Juan; Dagoberto e Fernandinho.         Treze – Depois de rodar por grandes clubes do futebol brasileiro, o experiente atacante Warley é a principal esperança de gols da equipe paraibana. O curioso é que o jogador teve boa passagem pelo São Paulo, na temporada 1999 e justamente sob comando de Paulo César Carpegiani, que está na sua segunda passagem pela equipe do Morumbi.

São Paulo – De volta da seleção brasileira Sub-20 que, no último final de semana, conquistou o Sul-Americano da categoria, o meia Lucas é a esperança da comissão técnica e dos torcedores são-paulinos para fazer o time reagir na temporada. Apesar da quarta colocação no Campeonato Paulista, o time peca pela falta de criatividade e agressividade em alguns momentos.         Marcelo Villar, técnico do Treze: “Estamos esperando ansiosamente essa partida. Não é sempre que temos a oportunidade de enfrentar um time grande do futebol brasileiro. Estamos bem preparados e queremos cumprir um bom papel. A expectativa do povo de Campina Grande é enorme e a ideia é fazer um jogo de igual para igual, mesmo sabendo que os investimentos aqui são infinitamente menores do que os dos times de São Paulo ."

  Carlinhos Paraíba, meio-campista do São Paulo:   “O segredo para começar a construir a vitória será suportar a pressão do Treze, que apostará todas as fichas nos primeiros 20 minutos, quando a torcida vai apoiar bastante e nós ainda estaremos nos adaptando ao gramado. Depois que essa etapa passar, temos de colocar nossa qualidade em campo para buscar a vitória”.       * Treze e São Paulo já se enfrentaram três vezes no estádio Amigão, palco da partida desta noite. E a vantagem é da equipe paraibana, que conquistou duas vitórias, ambas pelo placar de 1 a 0. A primeira foi pelo Campeonato Brasileiro de 1986. A segunda, pela Copa do Brasil de 2002. Já o Tricolor venceu uma vez, por 3 a 0, no Nacional de 1982.

* Um jogador em especial do elenco são-paulino conhece todos os atalhos do palco da partida desta quarta-feira. Revelado no Campinense, o meia Marcelinho Paraíba já atuou no palco desta noite e certamente dará alguns conselhos para os seus companheiros.    

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições