MENU

Convidada alemã derrota Bartoli e passa às semifinais em Wimbledon

Convidada alemã derrota Bartoli e passa às semifinais em Wimbledon

Atualizado: Terça-feira, 28 Junho de 2011 as 2:56

Uma lesão no tornozelo esquerdo derrubou a jovem Sabine Lisicki para a 218ª posição no ranking em março deste ano. Três meses depois, a alemã de 21 anos está nas semifinais em Wimbledon. Por 6/4, 6/7(4) e 6/1, ela derrotou a top 10 Marion Bartoli (9) nesta terça-feira e conseguiu o melhor resultado de sua carreira em um evento do Grand Slam.

Sabine Lisicki vibra ainda durante o primeiro set do jogo (Foto: Reuters)

  Lisicki só conseguiu uma vaga na chave principal em Wimbledon graças a um convite da organização, já que seu ranking não lhe dava direito de estar entre as 128 da chave principal. Em quadra, a alemã justificou o wild card. Pouco antes do torneio londrino, levantou o troféu do WTA de Birmingham, também na grama. Agora, com a bela campanha na capital inglesa, ela já soma dez vitórias consecutivas no piso.

Até esta terça, seu melhor resultado em um Slam havia sido também em Wimbledon, em 2009, quando parou nas quartas de final. Naquele ano, Lisicki alcançou também o melhor ranking da carreira - o 22º posto. Ela agora se torna a primeira alemã desde Steffi Graf, em 1998, a jogar as semifinais de um Grand Slam. Sua próxima adversária será a vencedora do jogo entre a russa Maria Sharapova (6), campeã de Wimbledon em 2004, e a eslovaca Dominika Cibulkova (24).

Quebras no começo

A partida começou com três quebras de saque seguidas. Lisicki, devolvendo bem, ganhou os primeiros cinco pontos do jogo, mas perdeu seu serviço com dois erros não forçados seguidos no segundo game. No terceiro, a alemã novamente voltou a se impor com boas devoluções e fez 2/1.

Depois disso, Lisicki enfim conseguiu tirar melhor proveito de seus potentes saques. A jovem de 21 também continuou pressionando o serviço da francesa e usando excelentes curtinhas como variação. Bartoli escapou de um set point no nono game, mas viu Lisicki confirmar o serviço no décimo game e vencer o primeiro set por 6/4.

A francesa esboçou uma reação no começo do segundo set, quando conseguiu quebrar o saque de Lisicki e abriu 3/1. A alemã, no entanto, deu a resposta imediatamente. Com duas curtinhas vencedoras, a número 62 do mundo devolveu a quebra no quinto game e, em seguida, empatou novamente a parcial: 3/3.

O jogo seguiu igual até o nono game, em que Lisicki encaixou duas direitas vencedoras e chegou a dois break points (15/40). Bartoli escapou do primeiro com um ace, mas jogou uma direita não forçada para fora no ponto seguinte, cedendo a quebra.

Match points desperdiçados

Uma paralela de direita e dois aces deram um match point a Lisicki no décimo game, mas a alemão perdeu a chance ao jogar uma esquerda na rede. Ela compensou no ponto seguinte, com um lob indefensável, mas jogou uma curtinha na rede e desperdiçou o segundo match point. Uma direita na rede de Bartoli cedeu o terceiro match point, mas Lisicki jogou uma direita para fora. Dois pontos depois, uma dupla falta cedeu a quebra e o empate.

A decisão da parcial foi para o tie-break, e o momento era favorável à francesa, que aproveitou para fazer 7/4 e forçar o terceiro set.

Fisicamente, porém, Bartoli já não era a mesma tenista dos sets anteriores, e isso ficou óbvio já no começo da parcial decisiva. No segundo game, uma dupla falta deu a quebra para Lisicki, que abriu 3/0 em seguida. A francesa não conseguia a mesma precisão nos golpes, e foi questão de tempo para que Lisicki chegasse ao triunfo. Com uma direita na rede de Bartoli, Lisicki fez 6/1 e garantiu seu lugar nas semifinais.            

veja também